Bolo de mandioca com coco

Não é todo dia que na sua geladeira tem mandioca orgânica, ovo orgânico e coco fresco ralado, eu sei, mas por aqui rolou esse milagre dia desses e eu, que não sou boba nem nada, juntei tudo num bolo daqueles bem típicos de Festa Junina. Tô um pouco atrasada, mas se você é da turma que estende os festejos até julho, olha aí uma receitinha danada de boa para sua festa.

A primeira coisa a fazer é bater 500gr de mandioca descascada e crua no liquidificador com 1 xícara (chá) de leite. Uma dica é cortar a mandioca em cubos pequenos, pois fica mais fácil de bater. Você precisa bater bem até ficar homogêneo.

Em uma tigela coloque 2 gemas (se o ovo for grande, se for pequeno, use 3), 1 1/4 xícara (chá) de açucar e 100gr de manteiga em temperatura ambiente. Com um fouet você bate esses ingredientes, na mão mesmo, até ficarem bem misturados. Daí, junta a mistura de mandioca e leite batida no liquidificador, acrescenta 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo, 100gr de coco ralado, uma pitada de sal e mistura bem. Para aromatizar o bolo usei raspas de mexerica, mas você pode usar de laranja ou mesmo de limão – só a parte colorida, de levinho no ralador, ok? Você pode achar que não, mas essa etapa de aromatizar o bolo faz toda diferença, vai por mim. Pra finalizar, 1 colher (sopa) de fermento em pó e mistura devagar até incorporar.

bolomandioca_coco

Leve ao forno pré aquecido (200C) em fôrma untada e enfarinhada e asse por uns 45 minutos ou até dourar e passar pelo teste do palito.

Esse não é um bolo fofo, alto… ele é denso e pode ser comido morno (amo!) ou frio. Ideal para acompanhar um café fresquinho. Ou quentão. Ou vinho quente ;)

bolo_mandioca_coco_1

Bolo de chocolate com ganache e morangos

Eu volteeeeeiiiii…

Teve férias na Itália, passagem pelo Rio de Janeiro, teve muito trabalho antes e depois das benditas férias, teve aniversário, teve um bocado de coisas que acabaram me tirando daqui por um tempo, mas o importante mesmo é que, para alegria de uns e tristeza de outros, eu tô de volta! ;)

Resolvi voltar com um bolo que bati para o meu aniversário – bolo pra dois, porque esse ano não rolou fexxxta. Chocolate, mais chocolate no recheio e na cobertura e morango. Não tem como dar errado, tem? Mais do que a receita (que é a mais simples da vida), fica aqui a ideia para um bolinho um pouco mais estiloso, naked, aquela coisa toda. Não sou grande boleira, muito menos confeiteira, vocês sabem… então, vamos focar apenas na inspiração, e vocês capricham mais por aí. Combinado?

Para o bolo a gente bate 4 gemas com 1 1/2 xícara de açucar até ficar branquinho. Junte 1 xícara de leite e bata novamente. Daí vai acrescentando aos poucos 2 xícaras de farinha de trigo peneirada com 4 colheres (sopa) de chocolate em pó. Junta uma pitadinha de sal e, delicadamente, incorpora as claras batidas em neve. Por fim, 1 colher (sopa) de fermento em pó.

Asse o bolo em forno pré aquecido (200C) por uns 40 minutos ou até passar no teste do palito. Eu assei em forma retangular e depois dividi em duas partes, mas você pode usar forma redonda, de furo, como quiser.

Para recheio e cobertura…

Fiz uma ganache de chocolate usando 1 tablete grande chocolate meio amargo derretido misturado com 1 lata de creme de leite. É só derreter o chocolate em banho maria ou microondas e misturar com o creme de leite. Eu juntei uma dosinha de conhaque porque, bem… pq era meu aniversário :)

Os morangos eu piquei (duas caixas), coloquei numa tigelinha, juntei 1 colher (sopa) de açucar e uma dose generosa (cof, cof, cof) de vinho do Porto, porque…. bem, porque eu achei que vinho do Porto ornava (rs), mas você pode limar todo o álcool da receita se quiser (quer?).

O morango tem que ficar na tigela por um tempinho – devo ter deixando um pouco mais de meia hora – pra que ele solte um caldinho. Com esse caldo você vai regar o bolo (faz uns furinhos com o palito).

Se você tiver feito um bolo redondo, é só cortar ao meio para poder rechear. Regue a metade de baixo com o caldo dos morangos, coloque uma parte da ganache e por cima os morangos picados. Coloca a outra metade de bolo, rega com mais calda e finaliza com o restante da ganache e alguns morangos inteiros  – eu ainda usei raspinhas de chocolate e amêndoas porque, como vocês notaram, eu estava impossível :))))

Não ficou fofo?

Agora, já que acabou a folga é hora de voltar à rotina. Falta muito para as férias de 2017? ;)

 

Bolo de coco com cobertura crocante de chocolate e nozes

Nada como um domingo chuvoso para despertar aquela vontade de bolo com café fresquinho. E aqui tem chovido a beça! E a dieta… bem, nós estamos postergando para depois da Páscoa … cof, cof, cof.

Então, já que não há impedimentos, vamos ao bolo! Esse é daqueles fofuxos, levinhos e ótimos para servir com ou sem cobertura. Eu optei por uma cobertura de chocolate e nozes, porque né? Já falei que a dieta está pos-ter-ga-da #prioridades :)

Para o bolo:

Coloque na batedeira 50gr de manteiga, 3 colheres (sopa) de óleo de coco e 1 xícara de açucar (eu uso um pouco menos porque não curto bolo muito doce) e bata até ficar um creminho. Acrescente um a um 3 ovos (inteiros) e bata bem. Junte 3/4 xícara de leite de coco e 100gr de coco ralado (cuidado que tem coco ralado que já tem açucar!) e continue batendo. Agora é só acrescentar 1 1/2 xícara de farinha de trigo e bater até tudo estar bem misturado. Desligue a batedeira e junte 1 colher (sopa) de fermento em pó e agregue com a colher, misturando bem.

Coloque a massa em uma fôrma de buraco untada com óleo de coco e farinha de trigo e leve ao forno pré aquecido (180C) por 40 minutos ou até passar pelo teste do palito.

Para fazer a cobertura:

Leve ao fogo 1 caixinha de creme de leite, 1 colher (sopa) de açucar (ou mais, se você for do tipo formiga), 3 colheres (sopa) de chocolate em pó e nozes picadas (algo perto de 1 xícara ou um pouco menos). É só deixar cozinhar uns 5 minutos e jogar quente por cima do bolo.

Sirva com café na hora em que sua amiga querida chegar (beijo, Aline!). Receber amigas com bolo feito em casa é muito <3

Bolo Integral com Maçã e Amêndoas

Para o café da tarde. Harmonizando perfeitamente com a chuvinha fina que cai lá fora :)

Misture 3 colheres (sopa) óleo de girassol, 2 colheres (sopa) óleo de côco, 1 xícara (chá) de açucar mascavo, 3 ovos, 1 maçã verde grande descascada e cortada em cubos, 1/2 xícara de aveia em flocos, 1/2 xícara (chá) de amêndoas laminadas (pode trocar por nozes), 1/2 xícara (chá) de uva passa, 1 xícara (chá) de farinha de trigo integral, 1 colher (café) de canela em pó, 1 colher (chá) de sementes de papoula, 1 pitada de sal e 1 colher (sopa) de fermente em pó.

Misture tudo até obter uma massa homogênea. Transfira para uma assadeira untada (usei de bolo inglês) e asse em forno pré-aquecido 200C por 25 minutos.

#receitarápida #bolocaseiro #fácilegostoso #integral

 

Torta de Frutas

Quando preciso escolher uma sobremesa minha preferência sempre são receitas à base de frutas. Como eu não sou uma grande doceira, se a receita for fácil de preparar, melhor ainda :)
É o caso dessa torta, feita com massa de biscoitos e manteiga Lurpak, super simples de fazer, sem sova e com resultado super gostoso.

PR-Lurpak_TortaFrutas_003

Para a massa…

Escolhi um biscoito simples (200gr), do tipo maizena, mas você pode usar um biscoito de leite, aveia e até mesmo um integral. Tudo que você tem a fazer é processar o biscoito até obter uma farofa fina. O próximo passo é adicionar 4 colheres de sopa de manteiga Lurpak sem sal amolecida (nem precisa ser derretida) – eu usei uma das marcas de manteiga mais famosas do mundo, presente em mais de 100 países desde 1901 e que chegou recentemente ao Brasil, a dinamarquesa Lurpak. Em uma receita tão simples, vale a pena investir em bons ingredientes, que fazem toda diferença no resultado final, vai por mim. Com as mãos, é só misturar a manteiga ao biscoito até formar uma farofa úmida. Com ela, você forra o fundo e as laterais de uma fôrma de fundo removível, cubra com papel manteiga e feijões (pra fazer peso e impedir que a massa cresça dentro do forno) e leve ao forno médio pré aquecido por 10 minutos.

PR-Lurpak_TortaFrutas_004

Para fazer o creme…

Em uma panela misture 1 lata de leite condensado, 2 ovos, 500 ml de leite, 2 colheres de sopa de amido de milho (dissolvido em pouco do leite), uma fava de baunilha (ou 1 colher sopa de essência) e cozinhe, mexendo sempre até engrossar.

(olha o trucão!) Quando tiver engrossado, transfira para uma tigela e cubra com filme plástico. Isso impede que o creme crie uma película ao esfriar.

Quando a massa e o creme estiverem frios, é hora de juntar tudo. Coloque o creme por cima da massa assada e finalize com as frutas. Usei manga e pêssego, que são algumas das minhas frutas favoritas, mas você pode utilizar as de sua preferência – frutas vermelhas, kiwi, uvas… basta cortar em fatias e dispôr por cima do creme.

A torta deve gelar por umas 3 horas pelo menos antes de ser servida.

PR-Lurpak_TortaFrutas_002

Para saber mais sobre a manteiga Lurpak, clique aqui.

#boacomidamerece #façasuamágica #lurpakbrap


Panquecas americanas

Todo mundo já ouviu falar que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, certo? Só que eu sei que não é todo dia que a gente pode caprichar muito nessa refeição e que a correria do dia a dia às vezes só permite um cafezinho (e olhe lá!). Só que sempre não é todo dia, gente! E se você aproveitar os finais de semana pra fazer aquele café da manhã digno de hotel intercontinental? Basta caprichar nos ingredientes, arrumar uma mesa bonita e, porque não, incrementar esse momento com uma receita fácil e cheia de bossa, como as panquecas americanas. Não tem segredo…

Lurpak Ingredientes

No liquidificador bata 2 ovos grandes, 1/3 xícara de açúcar, 1/2 xícara de leite, 1 xícara farinha de trigo, 2 colheres de chá fermento em pó, algumas gotas de essência de baunilha (ou um tiquinho das sementinhas da fava) e 50gr de manteiga sem sal e em temperatura ambiente – usei a dinamarquesa Lurpak, que acaba de chegar em terras brasileiras, é produzida apenas com creme de leite fresco em um processo que garante uma qualidade superior que faz toda diferença (caprichar nos ingredientes, lembra?). Bata até misturar bem e frite pequenas porções dessa massa em uma frigideira anti aderente (nem precisa untar por causa da manteiga que já tem na massa!). Quando ela formar umas bolhinhas na superfície, vire com uma espátula e doure do outro lado. Essa receita rende umas dez panquecas pequenas. Parece muito, mas a ideia é justamente comer sem pressa e desfrutar, não é?

lurpak5

lurpak6

Na hora de servir, vale um quadradinho de manteiga derretendo na panqueca quentinha (que delícia!), um pouco de mel, sua geleia favorita e até frutas de sua preferência – eu usei frutas vermelhas, porque se é pra caprichar, vamos logo com glamour ;)

lurpak12Para saber mais sobre a manteiga Lurpak, clique aqui.
#‎boacomidamerece #‎façasuamágica #‎lurpakbr

ap

Bolo nega maluca. Ou quase.

Sumi de novo, eu sei. É a vida, gente. É a vida! :)

Bom, esse bolo não é exatamente o Nega Maluca que, se não me engano, leva cobertura de chocolate também, mas ele tem um gostinho da minha infância e eu sou uma pessoa apegadas às memórias :) Quando era pequena, minha vó gostava de fazer um bolinho, como o de chuva, só que com achocolatado na massa e que era passado no coco ralado molhadinho no leite. Ela chamava de nega maluca e a criançada de casa a.m.a.v.a. “Vó, faz nega maluca?”, que recordação mais doce! <3

O tempo passou e eu descobri que o bolo nega maluca não tinha nada a ver com a friturinha da minha vó, mas aquela mistura de chocolate e coco sempre me vai me lembrar daquelas tardes de brincadeiras e bolinhos e vai ter sempre a carinha da minha vó. Entonces, por aqui esse vai ser o meu bolo Nega Maluca. Combinados? ;)

Feito no liquidificador, daqueles super fáceis, e com uma coberturinha de coco que você começa a fazer deixando um pacote pequeno de coco ralado hidratando em uma xícara de leite com 2 colheres de açucar.

Enquanto isso você bate o bolo no liquidificador: 3 ovos, 1 xícara (chá) de óleo de canola (ou girassol), 1 xícara de água (ou a mesma quantidade de leite de coco), 1 1/2 xícara de açucar, 1 xícara de chocolate em pó e 1 pitada de sal. Bata bem até misturar tudo. Em uma tigela peneire 2 xícaras de farinha de trigo. Junte aos poucos a mistura batida no liquidificador e misture bem com uma colher ou fouet. Junte 1 colher (sopa) de fermento em pó e misture.

Leve para assar em fôrma untada e enfarinhada em forno pré aquecido (180C) por 40 minutos ou até passar pelo teste do palito.

Desenforme morno e faça furinhos com um garfo. Agora, você vai molhar o bolo com aquele leite que estava hidratando o coco. Aos poucos, molhando todo ele.

O coco você leva para a panela com mais 1/2 xícara de leite com 1 colher (sopa) de maizena. Junte tudo na panela e cozinhe até começar a engrossar. Depois, é só colocar esse creminho de coco por cima do bolo e pronto!

Algumas considerações:

– O leite de coco na massa deixa o bolo um pouco mais denso, mas mais saboroso. Se você utilizar água, ele fica mais levinho (eu prefiro);
– Eu uso apenas 1 xícara de açucar em meus bolos porque meu paladar não aceita coisas muito doces. Aqui eu sugeri 1 xícara e meia mas se você gosta de açucar, talvez fique mais feliz com 2 xícaras;
– Se você usa achocolatado, lembre-se que ele já tem açucar. Eu uso sempre chocolate em pó sem açucar;
– Você é do tipo formiga? Então acrescente açucar na hora de levar o coco ao fogo. Eu limo o açucar porque senão, pra mim, fica muito enjoativo.

nega_maluca1(esquece a dieta, bonita!)

Bolo de chocolate, especiarias e peras

Existe uma coisa a ser dita sobre mim: eu sou uma pessoa um pouco sem paciência. Não se trata de uma característica tãaaao rígida, mas tem coisas para as quais eu realmente não tenho muito saco. Um exemplo? Esperar o bolo esfriar. É, meus caros, eu sou dessas que tenta desenformar o bolo quente e quase sempre dá… zica :)  De modos que relevem a foto do bolo escangalhado e concentrem-se na receita, que é simplérrrrima, cheirosérrrrima e gostosérrrrima.

Recebi um press kit com as USA Pears, que são peras cultivadas em Oregon e Washington, nos Estados Unidos e já encontradas em hortifrutis brasileiros e, depois de matutar entre mil possibilidades, decidi que uma delas viraria bolo. Pensei num bolo invertido, daqueles com calda, mas também queria chocolate. Daí, saiu essa receitinha que vale a pena você provar.

Os ingredientes são para um bolinho pequeno. Usei uma fôrma de bolo inglês e o bolo não ficou tão alto. Uma fôrma redonda pequeninha também serve.
Cobri o fundo e as laterais da fôrma com papel manteiga. Na parte de baixo salpiquei açucar e dispus uma pera descascada e cortada em lâminas não muito finas – fatia sobre fatia.

Agora a massa…

Na batedeira: 100gr de manteiga sem sal e 100gr de açucar. Bate bem até ficar clarinho. Acrescente 2 ovos, um por um, batendo sempre. Quando estiverem bem misturados comece a juntar 100ml de leite e 100gr de farinha de trigo, sem parar de bater. O próximo passo é juntar 50gr de chocolate meio amargo derretido (pode ser banho maria ou no microondas) e bater mais. Junte 1 colherzinha de café de canela, 1 pitadinha de cravo em pó e outra pitadinha de gengibre em pó. Para finalizar, 1 colher (sopa) de fermento em pó, que nem precisa bater, só misturar bem à massa.

Basta levar essa massa à fôrma já com as peras e levar ao forno médio (200C) pré-aquecido por uns 45 minutos ou até passar pelo teste do palito.

Para desenformar: Faça isso com o bolo de morno para frio, que é para a pera ligeiramente caramelada soltar fácil do papel manteiga.

Coe um cafezinho para acompanhar :)

Cookies de laranja e papoula (e um trucão)

Ok, cookie já é uma coisa super fácil de fazer, eu sei. Mas, sabe que dá pra ficar mais fácil ainda? Provei esse cookie no Encontro Gourmet e adorei o trucão por trás: ele é feito com mistura para bolo, aquelas que a gente compra pronta, saca? Pois é, num é que essas misturas também rendem cookies bem gostosinhos?

Para fazer, basta colocar o conteúdo da mistura para bolo (usei sabor laranja) numa tigela e misturar 1 ovo e 4 colheres (sopa) de manteiga. Basta misturar até que esteja homogêneo e dando para moldar. Se for preciso, pode acrescentar um tantinho mais de manteiga.
Daí é só fazer um rolinho com a massa e cortar as rodelinhas, de preferência todas do mesmo tamanho.

Para assar, pré aqueça o forno por uns 10 minutos. Coloque os cookies em uma fôrma forrada com silpat (ou papel manteiga) deixando espaço entre eles (senão gruda tudo!) e asse em forno 200C por uns 20 minutos. Passado esse tempo, é provável que o cookie ainda esteja meio molinho no centro. É normal, não se preocupe e pode retirar do forno. Assim que esfriar ele estará prontinho, believe me.

Eu fiz duas fornadas – dividi a massa em duas e em uma delas usei papoula e na outra lavanda orgânica (só misturar, sem mistério) e me rendeu cerca de 35 cookies.

cookie_laranja_pap

Bolinho de chuva

Não é nem uma receita, né gente? Bolinho de chuva é aquela coisa que se faz a olho, naquele dia que pede uma gordice, um mimo, um afago na alma da gente. Bolinho de chuva é tudo isso e ainda lembra vó, pelo menos a minha, que de vez em quando fazia o bolinho quando eu brincava de casinha com as amigas no quintal dela. Nada como uma lembrança doce :)

Como disse, receita, receeeeeita, eu não tenho não, mas vou dizer o que usei nessa fritada, que rendeu cerca de 20 bolinhos não muito pequenos (eu gosto dos miudinhos, pra comer de um bocado só, mas não tenho as manhas de fazer… shame on me).

Numa tigela é só misturar 1 ovo, 1 colher de manteiga (em temperatura ambiente, senão não rola) e 1/2 xícara de açucar (uso um pouco menos na verdade, porque não curto muito doce). Mistura bem, até formar aquele creminho maneiro. Depois é só juntar 1/2 xícara de leite e 1 xícara de farinha alternados (pode colocar uma colherada de chocolate em pó também se quiser). No final, 1 colherzinha de chá de essência de baunilha (ou um pouquinho de fava), uma pitadinha de sal e 1 colher (sobremesa) de fermento em pó. Tem que misturar tudo bem e depois fritar em colheradas em óleo quente (não muito! senão o bolinho doura por fora e fica cru por dentro) – o ideal é fogo de médio pra baixo.

É só tirar o bolinho da panela com uma escumadeira, escorrer em papel toalha e depois passar em açucar misturado com canela, a gosto.

Ah! E tem que comer quentinho né? É assim que eu gosto <3

Bolo de fubá cremoso

Bolo de vó né? Delícia pra tomar com café fresquinho… adoro. Essa receita é da minha tia Vera e, segundo ela, o truque para garantir que o creme se forme bonitinho é o tamanho da assadeira. Meu creme às vezes fica mais no centro e às vezes, como o da foto, mais pra cima. Não sei dizer porque, mas respeito o mistério (bolo tem manha, vocês sabem)…rs. E não importa onde está o creme, não é? O importante é ele estar lá! ;)

No liquidificador: 1 xícara e meia de fubá, 2 xícaras de açucar e 2 colheres (sopa) de farinha de trigo (cheias). Na sequência 2 colheres (sopa) margarina, 4 xícaras de leite, 3 ovos e 1 pitada de sal. Depois de bater bem é só acrescentar 100 de queijo parmesão ralado fino, raspas de limão e 1 colher (sopa) fermento em pó, misturar bem e levar para assar em fôrma untada e enfarinhada em forno pré-aquecido a 180C por uns 45 minutos ou até que esteja dourado.

As dicas:

Não se assuste com a consistência do bolo quando você bater no liquidificador – ele fica bem líquido mesmo, feito um pudim – você vai achar que aquilo não vira bolo nem a pau mas, acredite, vira.

Esse bolo não cresce horrores, ele fica macio mas não é um bolo do tipo fofíssimo.

Use uma forma de tamanho médio (uso sempre a retangular nr.2) e alta, porque se a fôrma for pequena e baixa, o creme não rola legal (é o mistério, não me pergunte porque, rs).

O bolo está pronto quando estiver dourado por cima. No teste do palito ele ainda não vai sair completamente limpo por causa do creme de queijo, ok?

Vamos tentar? Aqui em São Paulo hoje o dia está pedindo bolo :)