Pão italiano sem sova

A receita veio do programa Cozinha Prática e é do Luiz Américo Camargo, um especialista na arte de pão. Trata-se de um pão italiano com casquinha crocante, miolo macio, e tudo isso sem sova e sem grandes complicações. Tem uns pulos do gato, por isso eu trouxe a receita original completa pra cá. Basta seguir à risca e eu garanto uma fornadinha de pão deliciosa. Mas já aviso: não rende muito. Aqui em casa o pão some em minutos.

  • 3 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • ¼ de colher (chá) de fermento biológico seco instantâneo (cerca de 3 g)
  • 1 ¼ colher (chá) de sal
  • 1 ½ xícara (chá) de água filtrada
  • farinha de trigo para polvilhar a bancada
  • farinha de trigo integral para polvilhar

Modo de preparo

  1. Numa tigela grande, misture a farinha com o fermento e o sal. Acrescente toda a água de uma só vez e misture vigorosamente com uma espátula para incorporar e desmanchar os grumos de farinha.
  2. Cubra com filme e deixe a massa fermentar por 12 ou até, no máximo, 18 horas (se preferir, prepare a massa no dia anterior e deixe fermentando durante a noite). Evite mexer a tigela e proteja a massa de variações de temperatura – esse é um pão sem sova, é a ação da água que vai formar as cadeias de glúten. Deixe a massa quietinha, ela precisa trabalhar sozinha.
  3. Após o longo tempo de fermentação a massa cresce bastante, triplicando de volume; fica cheia de bolhas, mole e meio grudenta. Forre uma tigela rasa com um pano de prato limpo e polvilhe com bastante farinha de trigo integral – o pão vai descansar e manter o formato na tigela enquanto o forno pré-aquece.
  4. Polvilhe a bancada com bastante farinha de trigo. Vire a tigela e raspe bem toda a massa com uma espátula de silicone. Com a espátula de padeiro, dobre a massa sobre ela mesma, nas quatro direções de fora para dentro. Com um movimento rápido da espátula, vire a massa deixando a emenda para baixo e modele o pão: apoie uma das mãos na lateral da massa e, com a outra, passe a espátula sob a massa, girando para formar uma bola.
  5. Transfira a massa para a tigela forrada com pano de prato, deixando a emenda para cima – dessa forma o pão fica com a parte lisinha para cima ao ser desvirado dentro da panela. Deixe o pão descansar por mais 30 minutos, esse é o tempo exato para o forno pré-aquecer.
  6. Coloque uma panela média, com a tampa, dentro do forno e preaqueça a 230 ºC (temperatura alta). Usei uma panela de ferro de 26cm de diâmetro, você também pode usar uma panela de cerâmica, inox, ferro ou pedra (que não tenha nenhuma parte que possa derreter no forno).
  7. Com cuidado, retire a panela de dentro do forno e polvilhe o fundo com farinha de trigo integral (ou, se preferir, unte a panela com azeite). Vire o pão de uma só vez para dentro da panela, tampe e leve ao forno para assar por 25 minutos.
  8. Passados os 25 minutos, abra a tampa e deixe o pão assar por mais 20 minutos, ou até dourar. Retire a panela do forno e, com cuidado, transfira o pão para uma grade. Deixe esfriar completamente antes de cortar as fatias e servir.
  9. OBS: Sobrou pão? Basta borrifar com água e reaquecer o pão em forno preaquecido a 180 ºC (temperatura média). Depois de 15 minutos, ele sai do forno quentinho e com a casca crocante novamente.

como fazer pão italiano sem sova

Esse pão é figurinha fácil no meu Instagram (faby_zanelati) e esse aqui ficou mais bonitão ainda.

Bolo de tapioca com coco

Mantendo essa linha fitness que se instalou por aqui (cof, cof, cof) hoje tem Bolo de Tapioca e Coco, daqueles bem gostosinhos para acompanhar um café fresco.

***
– Ué Fabiana, mas desde quando bolo é light?
– Uai gente, mas tapioca é fitness (é só ver o Insta das minas da maromba) e coco é fruta. Ou seja, tá tudo certo ;)

***

A primeira coisa a fazer é hidratar a tapioca no leite – usei 200gr de farinha de tapioca granulada e 250ml de leite. Mistura e deixa a tapioca absorver todo o leite.

Bolo de tapioca com coco

Enquanto isso bata na batedeira 2 ovos até que dobrem de volume. Adicione 1 xícara de açucar e 50gr de manteiga derretida (já fria) e continue batendo até misturar bem.
Junte a tapioca hidratada, 1 xícara de coco fresco ralado, 100ml de leite de coco e bata pra misturar. Tire da batedeira e junte 1 colher (sopa) de fermento em pó. Misture bem e leve pra assar em forma untada e enfarinhada em forno médio pré aquecido por cerca de 40 minutos ou até dourar.

Esse bolo não é daqueles fofos, que crescem, ok?

Outra coisa importante é que essa quantidade de açucar é pra gente como eu, que não é chegada em coisas mega açucaradas. Se esse for o seu caso, sugiro acrescentar mais um tico de açucar.

Bolo de tapioca com coco

 

Cloud Bread (Pão Nuvem)

Aqui em casa tenho um louco por pão, mas que também vive brigando com a balança. Por isso, quando vi a receita do tal Pão Nuvem achei que morasse ali uma alternativa bacana para os dias de semana por exemplo, quando a gente dá uma maneirada e segura a onda um pouco (ou tenta, né?). Pois é, eu estava certa. O Cloud Bread cumpre bem esse papel – de ser uma alternativa mais leve ao pão nosso de cada dia. Eu honestamente não sei se “pão” é uma denominação apropriada para essa receita, já que a textura não é exatamente de pão mas, na dúvida e na falta de algo melhor, manterei o nome pelo qual a conheci.

A receita não tem glúten, farinha e tem baixíssimo carboidrato. Além disso, o Cloud Bread leva apenas 3 ingredientes: 3 ovos, 60gr cream cheese (ou cottage, mascarpone) e 1/4 colher (chá) de fermento em pó. Mais simples, impossível.

Comece separando as gemas e claras. Na batedeira bata as gemas com o cream cheese (em temperatura ambiente) até ficar bem homogêneo. Depois, em outro recipiente, bata as claras em neve com o fermento (que pode ser substituído por cremor tártaro ou suco de limão). Misture ao cream cheese com as gemas, delicadamente.

Forre a assadeira com tapetinho de silicone e faça 5 porções da massa, em círculos, com distância entre elas. Leve ao forno pré aquecido por cerca de 30 a 40 minutos, ou até dourar e estar firme ao toque.

Essa receita rende 5 pães, que podem ser guardados em recipiente fechado por até 3 dias.

O que fazer com o Cloud Bread?

Bom, aí vai da tua criatividade. Aqui em casa ele vira de um tudo: vai com antepasto, com geleia, com tomate, só com azeite, com manteiga, com ricota temperada… Vai pra frigideira e vira mini pizza, pra torradeira, no café da manhã, no sanduíche… é uma mão na roda.

cloude_bread2

cloud_bread3

cloud_bread4

cloud_bread5

Experimenta e volta pra me contar?

Bolo de mandioca com coco

Não é todo dia que na sua geladeira tem mandioca orgânica, ovo orgânico e coco fresco ralado, eu sei, mas por aqui rolou esse milagre dia desses e eu, que não sou boba nem nada, juntei tudo num bolo daqueles bem típicos de Festa Junina. Tô um pouco atrasada, mas se você é da turma que estende os festejos até julho, olha aí uma receitinha danada de boa para sua festa.

A primeira coisa a fazer é bater 500gr de mandioca descascada e crua no liquidificador com 1 xícara (chá) de leite. Uma dica é cortar a mandioca em cubos pequenos, pois fica mais fácil de bater. Você precisa bater bem até ficar homogêneo.

Em uma tigela coloque 2 gemas (se o ovo for grande, se for pequeno, use 3), 1 1/4 xícara (chá) de açucar e 100gr de manteiga em temperatura ambiente. Com um fouet você bate esses ingredientes, na mão mesmo, até ficarem bem misturados. Daí, junta a mistura de mandioca e leite batida no liquidificador, acrescenta 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo, 100gr de coco ralado, uma pitada de sal e mistura bem. Para aromatizar o bolo usei raspas de mexerica, mas você pode usar de laranja ou mesmo de limão – só a parte colorida, de levinho no ralador, ok? Você pode achar que não, mas essa etapa de aromatizar o bolo faz toda diferença, vai por mim. Pra finalizar, 1 colher (sopa) de fermento em pó e mistura devagar até incorporar.

bolomandioca_coco

Leve ao forno pré aquecido (200C) em fôrma untada e enfarinhada e asse por uns 45 minutos ou até dourar e passar pelo teste do palito.

Esse não é um bolo fofo, alto… ele é denso e pode ser comido morno (amo!) ou frio. Ideal para acompanhar um café fresquinho. Ou quentão. Ou vinho quente ;)

bolo_mandioca_coco_1

Focaccia vapt vupt

Focaccia é um tipo de pão italiano feito do jeito tradicional – fermento vivo, sova, descanso e aquela coisa toda que eu acho linda. Só que às vezes a preguiça é maior do que a vontade e aí a gente apela. Eu apelei pro liquidificador e para o fermento químico (shame on me, eu sei) e, por isso mesmo, talvez nem seja o caso de ofender os puristas chamando a receita de focaccia… but, acrescentei um vapt vupt no nome que é pra já descaracterizar aquela coisa italiana toda linda e, assim, não ofender ninguém (oremos!). Pode chamar de focaccia de preguiçoso também, ou de pão de liquidificador, fica à vontade :)

Bati no liquidificador 3 ovos, 3/4 xícara de óleo, 1 xícara de leite, 1 colher (chá) de sal e 1 xícara (chá) de farinha de trigo. É só bater bem, depois colocar numa tigela grande e juntar mais 2 xícaras (chá) de farinha de trigo, misturando bem, e finalizar com 1 1/2 colher de fermento químico em pó, mexendo só para incorporar.

Em uma assadeira untada e enfarinhada, coloque a massa e por cima azeite, sal grosso e alecrim – eu ainda incrementei com parmesão e azeitonas pretas.

Vai ao forno pré aquecido (200C) por 30 minutos e está pronto.

focaccia_liquidificador_1

Viu? Não é assim uma focaaaaaccia verdadeira mas te garanto que fica uma delícia. Com azeite e sal vira um petisco daqueles impossíveis de parar de comer e uma ótima pedida na companhia de um vinho.

Mas ó… se você quiser fazer a focaccia do jeito que se deve, meu amigo Leandro do Cozinha Pequena já ensinou tudo direitinho aqui ó. Se joga! ;)

Bolo de coco com cobertura crocante de chocolate e nozes

Nada como um domingo chuvoso para despertar aquela vontade de bolo com café fresquinho. E aqui tem chovido a beça! E a dieta… bem, nós estamos postergando para depois da Páscoa … cof, cof, cof.

Então, já que não há impedimentos, vamos ao bolo! Esse é daqueles fofuxos, levinhos e ótimos para servir com ou sem cobertura. Eu optei por uma cobertura de chocolate e nozes, porque né? Já falei que a dieta está pos-ter-ga-da #prioridades :)

Para o bolo:

Coloque na batedeira 50gr de manteiga, 3 colheres (sopa) de óleo de coco e 1 xícara de açucar (eu uso um pouco menos porque não curto bolo muito doce) e bata até ficar um creminho. Acrescente um a um 3 ovos (inteiros) e bata bem. Junte 3/4 xícara de leite de coco e 100gr de coco ralado (cuidado que tem coco ralado que já tem açucar!) e continue batendo. Agora é só acrescentar 1 1/2 xícara de farinha de trigo e bater até tudo estar bem misturado. Desligue a batedeira e junte 1 colher (sopa) de fermento em pó e agregue com a colher, misturando bem.

Coloque a massa em uma fôrma de buraco untada com óleo de coco e farinha de trigo e leve ao forno pré aquecido (180C) por 40 minutos ou até passar pelo teste do palito.

Para fazer a cobertura:

Leve ao fogo 1 caixinha de creme de leite, 1 colher (sopa) de açucar (ou mais, se você for do tipo formiga), 3 colheres (sopa) de chocolate em pó e nozes picadas (algo perto de 1 xícara ou um pouco menos). É só deixar cozinhar uns 5 minutos e jogar quente por cima do bolo.

Sirva com café na hora em que sua amiga querida chegar (beijo, Aline!). Receber amigas com bolo feito em casa é muito <3

Chapati integral (pão indiano)

Um pão sem fermentação, que você faz na frigideira, na boca do fogão e super rapidinho. Esse é o chapati, um pão fininho super tradicional nas mesas indianas. Aqui em casa ele entra no lugar de uma refeição. Gosto de fazer chapati pra comer com vegetais grelhados – ele fica incrível com um chutney de cebola por exemplo – ou com pesto, tomate e queijo, que vira almoço levinho aqui em casa.

Para a massa você vai usar 1 xícara (chá) de farinha de trigo integral, 1 colher (café) de sal e 1/2 xícara (chá) de água. Na verdade, a medida da água quem vai determinar é a sua farinha – você vai misturando a água aos pouquinhos, até conseguir formar uma massa homogênea, que você consiga moldar.

Misture a farinha e o sal em uma tigela e vá juntando a água, mexendo com a ponta dos dedos. Quando formar uma massa, transfira para a bancada (polvilhe com um pouco de farinha de trigo) e sove até conseguir uma massa lisinha e macia – se for preciso, junte farinha aos poucos. Depois, forme uma bola, volte para a tigela, cubra com um pano e deixe descansar uma meia hora.

Faça uma “cobrinha” com a massa e divida em 9/10 porções, formando bolinhas. Cada bolinha deve ser aberta com um rolo, até ficar bem fininha.

Aqueça uma chapa de ferro ou frigideira, coloque a massa e deixe até começar a formar bolhas. Vire a massa e deixe mais uns 20 segundos do outro lado. Retire o chapati com uma pinça e leve a chama do fogão – isso mesmo, direto no fogo. Isso vai inflar um pouquinho a massa e dar uma leve chamuscada – não se preocupe, fica uma delícia.

Chapatis prontos é só escolher o acompanhamento ou, transformá-lo em um acompanhamento para uma sopa ou cozido por exemplo.  Eu fiz um pesto e uma “saladinha” de tomate com cebola roxa. Por cima, fui de queijo de cabra, que dá um amarguinho bom.

Só digo que 10 pãezinhos aqui não dão nem pro cheiro :)

chapati_pap

Panquecas americanas

Todo mundo já ouviu falar que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, certo? Só que eu sei que não é todo dia que a gente pode caprichar muito nessa refeição e que a correria do dia a dia às vezes só permite um cafezinho (e olhe lá!). Só que sempre não é todo dia, gente! E se você aproveitar os finais de semana pra fazer aquele café da manhã digno de hotel intercontinental? Basta caprichar nos ingredientes, arrumar uma mesa bonita e, porque não, incrementar esse momento com uma receita fácil e cheia de bossa, como as panquecas americanas. Não tem segredo…

Lurpak Ingredientes

No liquidificador bata 2 ovos grandes, 1/3 xícara de açúcar, 1/2 xícara de leite, 1 xícara farinha de trigo, 2 colheres de chá fermento em pó, algumas gotas de essência de baunilha (ou um tiquinho das sementinhas da fava) e 50gr de manteiga sem sal e em temperatura ambiente – usei a dinamarquesa Lurpak, que acaba de chegar em terras brasileiras, é produzida apenas com creme de leite fresco em um processo que garante uma qualidade superior que faz toda diferença (caprichar nos ingredientes, lembra?). Bata até misturar bem e frite pequenas porções dessa massa em uma frigideira anti aderente (nem precisa untar por causa da manteiga que já tem na massa!). Quando ela formar umas bolhinhas na superfície, vire com uma espátula e doure do outro lado. Essa receita rende umas dez panquecas pequenas. Parece muito, mas a ideia é justamente comer sem pressa e desfrutar, não é?

lurpak5

lurpak6

Na hora de servir, vale um quadradinho de manteiga derretendo na panqueca quentinha (que delícia!), um pouco de mel, sua geleia favorita e até frutas de sua preferência – eu usei frutas vermelhas, porque se é pra caprichar, vamos logo com glamour ;)

lurpak12Para saber mais sobre a manteiga Lurpak, clique aqui.
#‎boacomidamerece #‎façasuamágica #‎lurpakbr

ap