Cookies de laranja e papoula (e um trucão)

Ok, cookie já é uma coisa super fácil de fazer, eu sei. Mas, sabe que dá pra ficar mais fácil ainda? Provei esse cookie no Encontro Gourmet e adorei o trucão por trás: ele é feito com mistura para bolo, aquelas que a gente compra pronta, saca? Pois é, num é que essas misturas também rendem cookies bem gostosinhos?

Para fazer, basta colocar o conteúdo da mistura para bolo (usei sabor laranja) numa tigela e misturar 1 ovo e 4 colheres (sopa) de manteiga. Basta misturar até que esteja homogêneo e dando para moldar. Se for preciso, pode acrescentar um tantinho mais de manteiga.
Daí é só fazer um rolinho com a massa e cortar as rodelinhas, de preferência todas do mesmo tamanho.

Para assar, pré aqueça o forno por uns 10 minutos. Coloque os cookies em uma fôrma forrada com silpat (ou papel manteiga) deixando espaço entre eles (senão gruda tudo!) e asse em forno 200C por uns 20 minutos. Passado esse tempo, é provável que o cookie ainda esteja meio molinho no centro. É normal, não se preocupe e pode retirar do forno. Assim que esfriar ele estará prontinho, believe me.

Eu fiz duas fornadas – dividi a massa em duas e em uma delas usei papoula e na outra lavanda orgânica (só misturar, sem mistério) e me rendeu cerca de 35 cookies.

cookie_laranja_pap

Bolinho de chuva

Não é nem uma receita, né gente? Bolinho de chuva é aquela coisa que se faz a olho, naquele dia que pede uma gordice, um mimo, um afago na alma da gente. Bolinho de chuva é tudo isso e ainda lembra vó, pelo menos a minha, que de vez em quando fazia o bolinho quando eu brincava de casinha com as amigas no quintal dela. Nada como uma lembrança doce :)

Como disse, receita, receeeeeita, eu não tenho não, mas vou dizer o que usei nessa fritada, que rendeu cerca de 20 bolinhos não muito pequenos (eu gosto dos miudinhos, pra comer de um bocado só, mas não tenho as manhas de fazer… shame on me).

Numa tigela é só misturar 1 ovo, 1 colher de manteiga (em temperatura ambiente, senão não rola) e 1/2 xícara de açucar (uso um pouco menos na verdade, porque não curto muito doce). Mistura bem, até formar aquele creminho maneiro. Depois é só juntar 1/2 xícara de leite e 1 xícara de farinha alternados (pode colocar uma colherada de chocolate em pó também se quiser). No final, 1 colherzinha de chá de essência de baunilha (ou um pouquinho de fava), uma pitadinha de sal e 1 colher (sobremesa) de fermento em pó. Tem que misturar tudo bem e depois fritar em colheradas em óleo quente (não muito! senão o bolinho doura por fora e fica cru por dentro) – o ideal é fogo de médio pra baixo.

É só tirar o bolinho da panela com uma escumadeira, escorrer em papel toalha e depois passar em açucar misturado com canela, a gosto.

Ah! E tem que comer quentinho né? É assim que eu gosto <3

Bolo de fubá cremoso

Bolo de vó né? Delícia pra tomar com café fresquinho… adoro. Essa receita é da minha tia Vera e, segundo ela, o truque para garantir que o creme se forme bonitinho é o tamanho da assadeira. Meu creme às vezes fica mais no centro e às vezes, como o da foto, mais pra cima. Não sei dizer porque, mas respeito o mistério (bolo tem manha, vocês sabem)…rs. E não importa onde está o creme, não é? O importante é ele estar lá! ;)

No liquidificador: 1 xícara e meia de fubá, 2 xícaras de açucar e 2 colheres (sopa) de farinha de trigo (cheias). Na sequência 2 colheres (sopa) margarina, 4 xícaras de leite, 3 ovos e 1 pitada de sal. Depois de bater bem é só acrescentar 100 de queijo parmesão ralado fino, raspas de limão e 1 colher (sopa) fermento em pó, misturar bem e levar para assar em fôrma untada e enfarinhada em forno pré-aquecido a 180C por uns 45 minutos ou até que esteja dourado.

As dicas:

Não se assuste com a consistência do bolo quando você bater no liquidificador – ele fica bem líquido mesmo, feito um pudim – você vai achar que aquilo não vira bolo nem a pau mas, acredite, vira.

Esse bolo não cresce horrores, ele fica macio mas não é um bolo do tipo fofíssimo.

Use uma forma de tamanho médio (uso sempre a retangular nr.2) e alta, porque se a fôrma for pequena e baixa, o creme não rola legal (é o mistério, não me pergunte porque, rs).

O bolo está pronto quando estiver dourado por cima. No teste do palito ele ainda não vai sair completamente limpo por causa do creme de queijo, ok?

Vamos tentar? Aqui em São Paulo hoje o dia está pedindo bolo :)

Bolo de iogurte e laranja

Sabe aqueles bolinhos bem fofos, pra tomar com café recém coado? Esse é um deles. E é de liquidificador, que você faz num pá-pum, quer ver?

No liquidificador é só bater 1 copo de iogurte, 3 ovos, 1 xícara de suco de laranja e 1 xícara de óleo. Numa tigela peneire 2 xícaras de farinha de trigo e 2 xícaras de açucar. Agora, é só trazer o que você bateu no liquidificador e misturar aos poucos na tigela, com um fouet. Acrescente 1 colher (sopa) de fermento em pó, as raspas da laranja (sem a parte branca!) e uma pitadinha de sal. Misture bem.

Coloque em uma fôrma de bolo inglês untada e enfarinhada e asse em forno pré-aquecido por 45 minutos ou até que o bolo passe pelo teste do palito.

Viu? Eu não disse que era fácil? ;)

p.s: O bolo acabou antes mesmo que eu pudesse bater uma foto dele partido.  Peço desculpas em nome dos gulosos que impediram que essa foto acontecesse :)

Bolo de mixirica, bergamota, tangerina, mexerica…

tangerina (Citrus reticulata), também laranja-mimosamandarinafuxiqueiraponcã1 , laranja-cravomimosavergamotaclementinabergamota ou mexerica2 , é uma frutacítrica de cor alaranjada e sabor adocicado. Parece ser uma antiga espécie selvagem 3 , nativa da Ásia (ÍndiaChina e países vizinhos de climas subtropical e tropical úmido).
(fonte: Wikipédia)

Tá gente, só que pra mim vai ser sempre mixirica, aquelas que a gente arrancava do pé da casa da vó para fazer de comidinha na brincadeira de casinha. Mas ó, eu deixo você chamar do que quiser, combinado?

A receita é a mesmíssima do Bolo de Laranja com Casca, que eu já publiquei lá no Face do blog* (aqui ó), mas para seu conforto e, sendo eu boa que só, segue abaixo tim-tim-por-tim-tim :)

Lave bem 4 mixiricas do tipo mimosa (aquele pititica da casca mais fininha, sabe?). Corte ao meio, retire os gomos das cascas e depois as sementes e a parte branca mais grossa de cada gomo. Leve tudo ao liquidificador, inclusive as cascas e junte 1 xícara de óleo de girassol e 2 ovos. Bata beeeeeem, até formar um creminho bem lisinho… leva coisa de uns 3 minutinhos.

Pegue esse creme batido e coloque em uma tigela. Agora comece a juntar 2 xícaras de farinha de trigo e 2 xícaras de açucar. Vá juntando aos poucos e mexendo bem, para misturar tudo. Ao final, acrescente 1 colher (sopa) de fermento em pó.

Coloque em fôrma de buraco untada e enfarinhada e leve ao forno médio (180C) preaquecido por 45 minutos ou até passar pelo teste do palito. Desenforme frio.

Viu? Eu não disse que era fácil, extremamente fácil, pra você e eu e todo mundo cantar junto? ;)

Faz e me conta depois se não ficou todo mundo comendo e soltando aqueles “hmmmmmmmmmmm, que delícia!”?

Bolo de maçã e especiarias


Eu tinha dois sacos de maçãs da Mônica na geladeira (marido de dieta, sabecumé) quase se perdendo e resolvi arriscar parte delas em uma receita mezzo integral de bolo de maçã, daqueles ligeiros. O resultado foi um bolo delícia, perfumado e muito fácil de fazer (ando tão boleira, né gente? culpem o frio! odeio frio! rs).

Descasquei 6 maçãs pequenas (daquelas de criança, gente!) e coloquei as cascas no liquidificador, onde juntei 4 ovos, 1/2 xícara de acuçar mascavo, 1 xícara de óleo de girassol e 5 cravos.
Bati até obter uma mistura homogênea.

Depois, piquei as maçãs em cubinhos, passei por suco de limão e reservei.

Em uma tigela coloquei a mistura do liquidificador e juntei 1 xícara de farinha de trigo, 1 xícara de farinha integral, 1 xícara de açucar, canela em pó e um pouquinho de noz moscada ralada. Misturei tudo muito bem, juntei as maçãs picadinhas e acrescentei uma colher sopa de fermento em pó e uma pitada de sal. Botei a massa na fôrma untada e enfarinha (usei farinha de rosca) e levei ao forno pré-aquecido por uns… 45 minutos.

O bolo não fica seco, como a maioria dos bolos de maçãs que a gente vê por aí. Fica úmido, macio e perfeito para acompanhar um café fresquinho.

Eu finalizei com açucar de confeiteiro e fatias de maçã, passadas pelo limão, mas se você vai fazer o bolo para consumir em alguns dias, esqueça a maçã de cima pois ela vai acabar escurecendo e amolecendo.

E num é que eu tô virando ninja nos bolos? Minha amiga Dadi vai ficar cheia de orgulho <3

Bolo de chocolate ultra fofo com cobertura de Nutella


Eu ia começar o post dizendo que esse é o melhor bolo de chocolate do mundo, mas achei melhor não. Primeiro, porque dez em cada dez blogueiros de comida tem uma receita de bolo de chocolate que afirma ser a melhor do mundo. Segundo, porque vocês iam dizer que sou convencida, e ó… essa semana eu já ouvi muita coisa sobre mim que não é verdade, de modos que… melhor não colaborar com o julgamento alheio ;)

Então, digamos que esse seja um bolo de chocolate MUITO bom e fácil de fazer – não precisa de batedeira, liquidificador, nada. A receita veio de uma anotação em um papel no caderno de receitas, e não sei dizer se pesquei da Nigella, do Oliver, da Palmirinha ou de alguma tia-mãos-de-fada. Mas de uma coisa eu sei – ela é perfeita.

Você precisa de: 1 xícara de açucar, 1 xícara de chocolate em pó (não vale achocolatado, ok?), 1 xícara de água, 1 xícara de óleo, 4 ovos, 2 xícaras de farinha de trigo e 1 colher sopa de fermento em pó.

Em uma travessa peneire o açucar e o chocolate em pó. Junte 4 ovos inteiros, um a um, mexendo bem. Junte o óleo, misture e comece a agregar a farinha de trigo aos poucos,  intercalando com a água. Misture tudo muito bem e junte o fermento, mexendo mais até misturar tudo.

Asse em fôrma untada e enfarinhada em forno pré-aquecido a 180C por 40 minutos ou até passar no teste do palito.

Vai cobertura? Vai sim Senhor!

Eu estava batendo o bolo e publicando no Face do blog, quando decidi consultar os seguidores de lá se deveria ou não fazer uma cobertura. Estranhamente não recebi nenhuma resposta “não”  :)

Nessa cobertura usei duas colheres generosas (daquelas de mãe, que equivalem a quase três) de Nutella, 1/2 xícara de leite com 1 colher de sopa de maizena diluída e 1/2 xícara de creme de leite. Vai tudo para o fogo, numa panelinha, até ficar cremoso. Ainda quente, basta colocar por cima do bolo e finalizar com uma chuvinha de granulado displicente…. assim, só pra ser ainda mais feliz, saca? ;)

O resultado é um bolo fofíssimo e pouco doce. Bom pra aplacar TPMs insanas, para confortar a alma e o coração, pra matar a saudade da amiga que está do outro lado do oceano… bom pra lembrar que a vida, veja só, apesar do bando de gente louca que tem nela, ainda é boa.

Bolo de chocolate com cobertura
(como diz o Robertão, “o bom é ser feliz e mais nada”) 

Torta de maçã


Daí que a Maria de Lourdes me escreveu perguntando se eu sabia uma receita boa de torta de maçã e eu logo lembrei dessa minha, que não é igual aquelas tradicionais, mas que é fácil e bem gostosa.  A receita ainda não estava aqui. Agora está :)

A receita da torta vem da revista Claudia e tem, claro, algumas modificações por minha conta e foi publicada originalmente no Rainhas do Lar. Então… atenção formiguinhas devoradoras de tortas, aqui vai a receita da prática massa básica de biscoito que eu uso para toda e qualquer tortinha (porque eu já disse que não sou uma pessoa que sabe fazer massa, sovar e eteceteras)…

Para a massa: 1 pacote de biscoito maizena, 100gr de manteiga sem sal.

1. triture rapidamente os biscoitos no liquidificador (geralmente a posição pulsar já resolve a parada)
2. o resultado será uma espécie de farofinha, que eu gosto um pouco mais pedaçuda, mas aí vai do gosto do freguês
3. numa panela derreta a manteiga sem deixar ferver/queimar
4. misture a manteiga com a farofa de biscoito numa travessa
5. misture bem até formar uma farofa úmida
6. com essa farofa, forre o fundo de uma fôrma de fundo removível (para a receita da torta de maçã, o ideal é uma de 20cm de diâmetro)
7. faça o mesmo com as laterais da forma – vá moldando cuidadosamente a farofa nas laterais (não se preocupe, ela vai “grudar” nas laterais)
8. depois de toda forrada, leve ao forno pré-aquecido por uns 10 minutos, apenas o suficiente para dar uma ligeira dourada na massa.

Está pronta a base da torta! Essa receita também pode ser usada para tortas salgadas, substituindo o biscoito maizena por cream craker ou outro tipo de biscoito salgado (ou de água e sal).

O recheio

Para o recheio da torta de maçã… 3 maçãs descascadas e picadas em cubinhos, 5 colheres (sopa) de açucar, canela em pó, 1 lata de leite condensado, 1 lata de creme de leite sem soro, 3 gemas, 1 fava de baunilha, 1 envelope de gelatina incolor sem sabor.

1. leve a maçã com o açúcar ao fogo
2. cozinhe até que a maçã fique macia
3. retire da panela e separe 2/3 (reserve o 1/3 restante) da maçã cozida e leve ao liquidificador com 2 colheres (chá) de canela em pó
4. junte a maçã do liquidificador com o restante reservado e misture bem
5. com essa mistura de maçãs, cubra a base da massa já assada e reserve enquanto prepara o creme
6. numa panela coloque o leite condensado, as gemas batidas e as sementes da fava de baunilha
7. cozinhe mexendo sempre até que esteja bem homogêneo
8. transfira para uma travessa e junte o creme de leite e a gelatina hidratada com água (siga as instruções da embalagem)
9. despeje o creme por cima do recheio de maçãs, polvilhe canela misturada com açúcar por cima e leve à geladeira por 2 horas ou até servir.
10. depois de firme, decore a gosto – eu usei fatias de maçã que foram ao fogo com água e limão até ficarem quase macias, depois ajeitei sobre a torta e pincelei melaço (que eu levei ao fogo com um tantinho de água) e finalizei com um pau de canela.

Como eu usei uma fôrma maior do que 20 cm, tive que “aparar” as sobras da massa, uma vez que a quantidade de recheio era menor do que a altura da fôrma (por isso ela ficou mais fininha). Esfarelei um pouquinho das sobras e deixei nas laterais, o que deu, digamos, um ar “rústico” que eu curti.

Pra quem não curte tortas tão doces, acho que a rola substituir a maçã por abacaxi por exemplo… talvez aí o doce até se quebre um pouco :)

Rocambole ligeiro de chocolate


Pra começar a semana quebrando tudo, inclusive a promessa de iniciar a dieta. Segura na minha mão, reza pra Nossa Senhora da Balança Quebrada e da Caloria Adquirida e vem!

Fiz esse rocambole tempos atrás e a postagem ficou perdida no limbo, até que hoje a resgatei. Dia azedo merece uma postagem doce, não acha?

Essa não é exatamente uma sobremesa ninja, lindona, incrível e com habilidades patissière, já aviso. É um docinho ligeiro, sem compromisso e sem muita obrigação de ser aquele frisson todo que geralmente o chocolate causa nas pessoas (eu nem curto, vocês sabem).  E uma coisa precisa ser dita – o trem é doce. Bem doce.
E, pra finalizar essa longa introdução, devo dizer que chamei de ligeiro porque é rocambole que não tem que assar e talecousa. Você mistura tudo, faz uma espécie de massa, faz um recheio de coco (porque coco e chocolate ornam), gela e foi! Pá pum, quer ver só?

Faça o recheio com 1/2 lata de leite condensado, 1 colher de manteiga sem sal, 1 gema de ovo (peneira antes), 1 pacote de coco ralado e 1/2 caixinha de creme de leite.
Tudo meio… sabe porque? Porque como vocês podem ver na foto, eu usei a quantidade inteira e o resultado foi mais recheio do que massa, o que também não é legal.

Leva tudo ao fogo médio, mexe até engrossar e leva pra gelar. Vai virar tipo um beijinho.

Pra fazer a massa do rocambole você vai misturar numa tigela 2 xícaras de leite em pó, 2 xícaras de chocolate em pó (se quiser usar um meio amargo, melhor), 2 colheres de manteiga sem sal e 1/2 lata de leite condensado (se for preciso, pode colocar um pouquinho mais)

Mistura tudo com as mãos até que vire uma massa homogênea, como essa bolota aí da foto de cima… Depois, é so abrir essa massa usando duas folhas de filme plástico, assim ó…

Tira o filme de cima, coloca o recheio de coco e enrola como um rocambole, usando o outro filme plástico. Eu pincelei um pouco do recheio por cima e mandei bala num granulado, só pra fazer uma gracinha :)

Fecha bem as laterais e leva para a geladeira por umas 3 ou 4 horas. Retira da geladeira um pouquinho antes de servir.

Tem feriadão vindo aí. Quem sabe você não encara um rocambole desse, hein? Depois, na segunda, você começa a dieta de novo. Prometo que posto uma receita de salada :)

Cozinha da leitora – Galete de pera e figo

Essa receita linda de viver foi enviada pela leitora Kalina Morena…

Oi Fabi,
… tô mandando uma receitinha para, se possível, você publicar no ‘pimenta’. é a receita de uma galete de pera e figo, que ficou bem gostosa. tô no Brasil no momento, mas ainda vou voltar para a Inglaterra para concluir meu doutorado. entrementes, :-) me aventuro na cozinha.
muito obrigada e um abraço,
Kalina
http://www.thesotontimes.blogspot.com

Como nada pode ser tudo na vida, eu também tenho hobbies que me ajudam a aliviar as tensõesque me visitam. E assim tenho desenvolvido um talento na cozinha que me ajuda demais a relaxar e a comer bem [repara aí na modéstia]. Fazer um prato de comida, desde o planejamento da compra de ingredientes, produção e finalização com o mesmo à mesa de refeição é super legal porque me dá a sensação, muito boa, de completude. Acredite, essa experiência me ajuda nos projetos da vida.

Tirei essa receita da Mary O’Rourke  do ótimo The Waffle Window. Galete, a torta rústica. Essa é de peras e figos. Mary tem um canal no youtube. Lá ela ensina direitinho a fazer essa galete, com os detalhes nas instruções. Aqui vai minha tradução meio capenga da receita.

Galete de pera e figo

Porções: 6

Tempo de preparação: 2horas

Ingredientes para a massa

  • 1 copo de farinha de trigo
  • 1/4 colher de chá de sal (botei um pitada mínima)
  • 1/4 colher de chá de açúcar
  • 6 colheres de sopa de manteiga sem sal gelada – corte a manteiga em cubinhos.
  • 3 colheres de sopa de água gelada

Para o recheio

  • 700 gr mais ou menos de peras maduras e firmes [usei 3 peras e foi suficiente]
  • 1 colher de sopa de suco de limão
  • 4 colheres de açúcar
  • 2 colheres de chá de farinha de trigo
  • 1/4 colher de chá de pimenta do reino [black pepper] moidinha [usei baunilha ao invés da pimenta, mas sei que com a pimenta fica muito legal também]
  • 5 figos frescos pequenos
  • 1 colher de sopa de manteiga amolecida
  • 1 colher de chá de [turbinado sugar] usei um açúcar demerara crocante

Para osfinalmentes

  • 2 colheres de chá de [turbinado sugar] usei um açúcar demerara crocante
  • Água para pincelar a massa

Como fazer a massa

  • Peneire 1 copo de farinha de trigo com 1/4 colher de chá de sal [usei uma pitada minima] e 1/4 colher de chá de açúcar.
  • Ponha tudo numa vasilha pequena com os cubinhos de manteiga, usando duas facas ou suas mãos para juntar a manteiga à mistura seca até essa mistura ter a consistência meio esfarelada. Cuidado para não derreter demais a manteiga.
  • Adicione as 3 colheres de sopa de água gelada à massa. Se estiver muito seca, adicione mais um pouquinho de água gelada.
  • Forme uma bola da massa e bata até ficar na espessura de mais ou menos 2cm.
  • Guarde em plástico filme ou num saco plástico de guardar comida e deixe gelar por pelo menos 30 minutos, ou até por uma noite.

Como fazer o recheio

  • Enquanto a massa está gelando, misture 4 colheres de sopa de açúcar com a farinha de trigo e a pimenta.
  • Descasque as peras [ou não, como eu fiz. também fica bom com a casca] e corte-as em fatias no sentido do comprimento. Coloque-as numa vasilha com o suco de limão.
  • Corte os figos em metades.
  • Coloque um pouquinho da colher de sopa da manteiga macia e do açúcar [turbinado] ou demerara, primeiro a manteiga, depois o açúcar [ou açúcar branco ou mascavo] sobre os figos. Isso vai evitar que os figos ressequem enquanto assam. Deixe-os de lado enquanto vai montando a galete.

Como fazer a galete

  • Pré-aqueça o forno em temperature média.
  • Tire a massa do plástico da geladeira e o coloque-a numa superfície ligeiramente enfarinhada. Usando um rolo, abra a massa em mais ou menos 35cm de diâmetro.
  • Transfira a massa para um papel manteiga na assadeira, se preferir, ou diretamente numa assadeira ligeiramente untada de manteiga. Com o papel manteiga fica mais fácil no final tirar a torta da assadeira e transferí-la para o prato de servir.
  • Com a massa na assadeira marque um círculo de 20cm no centro da massa. Usei um prato de sobremesa para marcar levemente esse círculo, que vai ser o tamanho do recheio da galete.
  • Ponha no centro do círculo metade da mistura de pimenta / açúcar / farinha. Reserve a outra metade para jogar depois sobre as peras.
  • Arrange as peras que foram cortadas acompanhando o círculo na massa, uma fatia de pera mas ou menos cobrindo um pouco a vizinha.
  • Agora ponha a outra metade da mistura de pimenta / açúcar / farinha sobre as peras.
  • Arrange os figos no centro das peras.
  • Dobre a parte de fora da massa [como se a fechasse] sobre as peras, deixando a fruta do centro [os figos] exposta.
  • Molhe um pouco a massa com água, usando um pincelou as mãos e ponha o restante do açúcar demerara de maneira uniforme sobre a massa.
  • Coloque a torta no forno para assar por 40 a 50 minutos, até dourar a massa e as frutas estiverem / parecerem cozidas e um pouco suculentas. Fique de olho nesse tempo porque os fornos variam um pouco na temperatura.
  • Quando pronta, transfira a galete para o prato de servir. Passar uma espátula de metal por baixo da galete ajuda nessa hora. Transfira a galete ainda morna.
  • Sirva morna ou fria [eu comi com sorvete de baunilha. muito bom].

Achei a galete gostosa, com pera e figo o sabor ficou suave. Acho que fica legal com outras frutas também.

Bom apetite.

***
Obrigada por dividir conosco a receita, Kalina. Arrasou! ;)

Bolo de banana


A leitora Marília me escreveu ainda agorinha perguntando se eu não sabia uma receita de bolo de banana sequinho, daqueles pra tomar com café. Vim aqui buscar o link pra mandar pra ela e descobri que não tinha postado esse bolo delícia ainda (chicotinho!). Postei a foto lá no Face do blog mas não coloquei aqui o post da receita, que é da minha mãe e danada de boa. Mea culpa :(

Vá lá, vou me redimir agouuura!!! Anotem essa receita e façam mesmo porque ó… o bolo é babado.

Uma dica bacana é usar bananas BEM madurinhas, aquelas que já estão pintadinhas, sabe? Então, se tiver umas bananas aí quase passando dessa pra pior, bolo nelas!

Misture os secos numa tigela grande:
3 xícaras de farinha de trigo, 2 xícaras de açucar, 1 colher sopa de bicarbonato e 1 colher sobremesa de canela em pó.

Misture os líquidos:
3 ovos batidos, 1/2 xícara de leite frio, 1/2 copo de óleo de girassol e 1 colher sopa de essência de baunilha.

Amasse com um garfo 5 bananas nanicas bem madurinhas.

Junte a banana amassada aos secos e aos poucos vá incorporando os líquidos.  Sem batedeira nem nada, na mão mesmo, só misturando bem.

Coloque em uma fôrma de buraco untada e enfarinhada e leve ao forno médio por uns 40 minutos ou até passar pelo teste do palito.

Easy, baby :)