Receitas

Massa com tomate e alho negro

É mais fácil abrir o pacotinho de molho, eu sei. Também sei que fazer o próprio molho pode ser demorado, tem o lance de apurar, de tirar a acidez… mas sabia que dá para acompanhar a massa apenas com um tomate vermelhinho picado (de preferência sem pele e sem semente), num esquemão bem pá-pum, perfeito para dias mais preguiçosos?

Aqui, foi na base desse trucão… azeite, alho e cebola em uma frigideira, os tomates picadinhos, uma pitada de açucar, sal e pimenta. Deixa o tomate dar uma ligeira amaciada, junta a massa já cozida e um pouquinho só da água do cozimento dela e… voilà! Massa simples, saborosa, rápida e sem precisar apelar para a solução pronta e nem passar horas a espera de um molho de tomate caseiro (se bem que, tendo tempo disponível, se joga nessa empreitada, viu? lá embaixo tem  links com receitas).

Eu dei um glam na massa (essa sim, pronta… La Vera Pasta de brie com amêndoas, porque eu sou filha de Deus também né?) com alho negro (tks @marisaono pela graça alcançada!) mas só um bom parmesão ralado já é o bastante para tornar a sua refeição uma das mais honestas (e deliciosas) possíveis.

***

Você pode gostar também de …

Molho de tomate ligeiro
Molho de tomate do Claude Troisgros (é o molho que acompanha o nhoque de vó – coisa de doido, vai por mim)
Molho de tomate cru para massas

Você Pode Gostar Também

12 Comentários

  • Reply
    Carolina
    5 de julho de 2011 at 9:50

    Olá Faby.

    Eu amooo o seu blog, amooo tudo o que você faz. Vira e mexe ou melhor todos os dias dou um pulo aqui para ver o que de lindo você fez e quais as dicas do dia, rs.
    Você escreve muito simples e com humor e gosto muito.
    Vou te falar, amei este seu prato e o que mais amei mesmo foi o bolo salgado. Eu vivi no interior de SP e nos anos 80 (velhinha), rs. Eu sonho com bolo salgado, adoroooo. Hoje realmente não existe mais em festas, em reuniões familiares porque ficou como “brega”para muita gente. Vou dar um pulo na Santa Marcelina tentar encontrar este pão colorido, pq com estas cores e o gergelim ficou repaginado, porque o de antigamente era pão branco de forma e finalizava com batata palha né? hehehe.
    Beijos grande e vou fazer aqui em casa este pão.

    Boa semana!

    • Reply
      Faby
      5 de julho de 2011 at 10:01

      Verdade Carolina, o mais comum era finalizar com batata palha… mas tinha também quem finalizasse com queijo ralado né? ;)

      Um Beijo!

  • Reply
    Mari
    5 de julho de 2011 at 11:01

    Oi Faby…
    só uma coisinha… os links “molho ligeiro” e o do Claude abrem na mesma página (Nhoque de vó), é isso mesmo?
    não precisa aceitar esse post hehe

    beijo beijo

    • Reply
      Faby
      5 de julho de 2011 at 11:23

      Não Mari… vou corrigir. Gracias por avisar :)

      Bjo!

  • Reply
    Carmen
    5 de julho de 2011 at 14:48

    Faby,
    Acho que o link esta errado, sempre que clicar em “Molho de tomate do Claude Troisgros” abre a página de “Molho de tomate ligeiro”. Será que estou enganada?
    Beijos!!

  • Reply
    Cozinha Perfumada
    5 de julho de 2011 at 20:48

    Que delicia Faby!! Suas receitas sempre lindas e deliciosas !!Humm adorei !! Parabéns pelo seu blog que sempre acompanho! Beijos Tereza

  • Reply
    Ana
    5 de julho de 2011 at 23:26

    É, tb não estou conseguindo visualizar o molho do Claude… só pq fiquei curiosa…rs

  • Reply
    Ana Flores
    6 de julho de 2011 at 8:55

    Oi, Faby
    Falou em molho de tomates e eu já me interessei. Para tirar a acidez do dito, recebi uma dica de uma amiga italiana que compra quilos de tomate por semana para fazer molho, e consiste em ralar uma cenoura no molho ou adicionar um galho de aipo. Tenho usado a cenoura e dá certo. Isso pra evitar o açúcar, que alguns preferem para o mesmo fim.
    Beijão procê.

    • Reply
      Faby
      6 de julho de 2011 at 20:34

      Verdade Ana, o Claude tb usou cenoura no molho de tomate de deles e realmente tira a acidez sim. Boa dica!

      Bjo!

  • Reply
    MARIANE
    6 de julho de 2011 at 13:39

    Olá Faby, É a primeira vez que eu deixo um comentário na sua casinha. Sou leitora assídua do site, desde os primórdios no Rainhas do Lar. AMO as suas receitas e o jeito como vc escreve. Sou a cozinheira lá de casa, sempre inovando, criando, meze aqui, põe ali. Mas, menina, nao acerto uma receita sua kkkkkkk. Sério, já tentei fazer várias receitas, ontem mesmo, tentei fazer a simples berinjela recheada com tomata e queijo… era só colocar no forno…blahhh não deu certo, a ricota assumiu uma textura estranha, a casca da berinjela queimou e a bonitinha não cozinhou.! Mas não desanimo… sempre em frente rs. Um grande bjo e parabéns! Mariane

    • Reply
      Faby
      6 de julho de 2011 at 20:33

      Kakakakakaka, isso mesmo Mariane, não pode desistir JAMAIS! rsrsrsrs Eu tenho o mesmo problema com receitas do Gordom Ramsay e da Ana Maria Braga – não acerto uma! E olha que eles dão medidas exatas e nem assim eu dou conta.

      Mas ó… não desiste de mim não, hein???? rs

      Bjo!

  • Reply
    Kelli
    10 de julho de 2011 at 19:09

    Ai Faby.
    Como você é fina.
    E essa massa?? Alguém aí sabe onde encontro em Curitiba?
    Beijo, e obrigada pela inspiração.

Deixe uma Resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.