Navegando Categoria

acompanhamentos

acompanhamentos cozinha rápida entradas e petiscos Receitas vegetarianos

Berinjela com missô (Nasu Dengaku)


Essa semana fui convidada para uma aula na cozinha do restaurante Kinu, no Grand Hyatt em São Paulo. Tive a chance de conhecer o chef da casa, Kazuo Harada, e também seu convidado para um jantar a quatro mãos – o chef Yasuo Asai, que já comandou a cozinha por lá e atualmente está à frente do Yoshimi, no Hyatt da Cidade do México.

Na aula, dois pratos super simples brilharam muito – essa berinjela com missô e uma anchova assada, que também estava divina e cuja receita também publico logo mais.

Para preparar essa berinjela com missô basta fatiar 01 berinjela em duas partes no sentido do comprimento e fazer uma espécie de quadriculado na polpa com a ponta da faca (o truque é não levar a faca até a casca da berinjela). Deixe a bernjela de molho em água por 30 minutos, seque em papel absorvente e leve ao fogo, em uma panela com óleo até fritar dos dois lados. Transfira para uma travessa, cubra com o molho de missô e leve ao forno por 10 minutos. Na hora de servir, salpique gergelim e cebolinha picada.

Molho de missô

Misture 80gr de missô com 60gr de açucar e 40ml de água e leve ao fogo até ficar em um ponto parecido com um caramelo.

Eu só tenho uma palavra para essa berinjela: MARAVILHOSA! Para uma berinjelólotra (oi?) como eu, é felicidade em estado puro. Façam e depois me digam se é ou não uma delícia ;)

***

Quem quiser conhecer o novo menu do Kinu e o talento dos dois chefs, pode participar do jantar comemorativo a quatro mãos com menu de cinco tempos que acontece hoje (18) e amanhã (19) às 19h no Kinu. O valor por pessoa é R$ 180,00 e inclui delícias como omelete com enguia, figo com molho de gergelim, frango com pimenta Sansho, tofu de gergelim, inhame e ouriço do mar como aperitivo; cozido de carne Wagyu brasileira com purê de batatas e bolinha de tofu, robalo chileno com pasta de missô e aspargos enrolados com carne de porco acompanhado de arroz branco com frango, cogumelo shiitake e legumes, sopa de missô e picles como prato principal; e de sobremesa, bolo de arroz de chá verde com cobertura de açucar mascavo – tudo isso com harmonização de saquês inclusa no preço.

Mais informações: www.kinu.com.br


(chefs Yasuo Asai e Kazuo Harada em ação)

acompanhamentos entradas e petiscos Receitas saladas

Salada de grãos com frango e frutas

Salada de grãos com frango e frutas

Salada de grãos com frango e frutas
Eu sou apaixonada por grãos. Tenho um encantamento por eles e meu coração (e minha barriga) suspira por feijão fresquinho, grão de bico ensopadinho, lentilha e, mais recentemente, caí de amores também pela quinoa. Imagine então como eu fico quando participo da feira gastronômica Mistura, em Lima, e entro no stand chamado Mundo Quinua? Sim, eu surto e esse ano trouxe de lá cinco tipos diferentes que vão aparecer em diversas receitas por aqui, começando por essa saladinha gostosa, ligeira e que agrada até os paladares mais…er… chatinhos ;)

Corte 4 filés de frango em cubos pequenos e tempere com sal e pimenta. Aqueça uma panela com um fio de óleo de gergelim e junte os cubos de frango, fritando-os até começarem a dourar. Junte 2 maçãs pequenas (sem casca e sem semente) cortadas em cubos e deixe fritar junto com o frango. A ideia é que ambos fiquem dourados. Acrescente 2 colheres de molho de soja (usei o Sucrée, que é mais adocicado), 1 cebola picada, uns 2 dentes de alho amassados e deixe dourar mais. Junte um punhado de uvas passas sem semente (a quantidade vai do seu gosto) e 1/2 xícara de vinho branco. Misture tudo e cozinhe até o vinho evaporar. Acerte o sal e a pimenta (usei um pouco de calabresa também) e desligue o fogo.

Em uma travessa coloque 1/2 xícara de couscous já hidratado (basta seguir as instruções da embalagem), 1 xícara de lentilha cozida em água e sal e escorrida, 1 cenoura ralada e 1/4 de xícara de quinoa cozida* (eu usei a negra) e a mistura de frango. Agora é só misturar tudo, juntar um pouco de azeite extra virgem, ervas de sua preferência (eu fui de manjericão) e acertar o tempero.

Sirva como entrada ou como acompanhamento para grelhados e assados. Todo mundo vai amar, garanto :)

Rende umas 8 porções.

***

[dicas]
#1 A maçã pode ser substituída por damasco, abacaxi ou figo.
#2 Vegetarianos podem retirar o frango ou substituí-lo por cogumelos.
#3 Para agregar ainda mais sabor, hidrate o couscous em caldo de legumes

Cozinhando a quinua

Não tem segredo. Lave bem os grãos, escorra e leve ao fogo com água fervente – a proporção é de 1 para 2, ou seja, para 1 xícara de quinua você deve usar 2 xícaras de água.
Junte 1 pitada de sal, tampe a panela, abaixe o fogo e cozinhe por uns 20 minutos ou até que esteja macia.
(pode-se substituir a água por caldo e acrescentar também folhas de louro e cravo na água do cozimento, o que dá aroma e sabor).

Veja bem, quinua não fica mole, ok? É um grão crocante. Então, nada de cozinhar ad infinitum esperando a bichinha derreter, tá bom? ;)

acompanhamentos Receitas saladas

Salada de berinjela grelhada


Eu sou daquelas que acha fundamental que churrasco tenha acompanhamentos. Se for algo com berinjela então, perfeito!

Para fazer essa saladinha usei berinjela, pimentão verde e cebola. E o modo de fazer é bem simples…

Primeiro, fatie a berinjela no sentido do comprimento (não precisa ser fatia muito fina) e coloque em uma tigela de molho com água e sal. Corte um pimentão verde pela metade, retirando as sementes. Fatie uma cebola em rodelas médias.

Aqueça uma grelha (ou grill) com um fio de óleo de gergelim (ou azeite).  Coloque o pimentão verde e grelhe até que ele comece a ficar pretinho. Imediatamente retire-o do fogo e embrulhe em filme plástico. Reserve.

Seque as fatias de berinjela em papel absorvente e comece a grelhá-las, de ambos os lados, sempre colocando um fio de azeite (ou óleo de gergelim).

Depois, doure a cebola, acrescentando um pouco de molho inglês.

Agora é só fazer a salada – corte as berinjelas, tire o pimentão do plástico e retire a pele (que vai sair facilmente), corte-o em pedaços grandes e junte a cebola dourada. Tempere tudo com azeite, limão, sal e pimenta calabresa. Aqui eu ainda juntei azeitona verde, salsinha e gergelim torrado.

O mesmo processo pode ser feito com abobrinha, cenoura, alho poró… No final você tem uma salada deliciosa e perfeita para acompanhar os assados.

acompanhamentos antepastos e conservas entradas e petiscos Receitas vegetarianos

Ratatouille wannabe


Receitas clássicas sempre geram uma certa polêmica. Tem que seguir à risca? Pode “revisitar” (odeio essa palavra)? Se trocar um ingrediente deixa de ser o mesmo prato? Enfim, quando se trata de uma receita tradicional, clássica, todo cuidado é pouco. Por isso resolvi chamar esse prato de Ratatouille wannabe.

Os mais puristas vão criticar o formato, o modo de fazer, a falta do molho, o tempero… Então, se você é desse time, fique à vontade para chamar o prato de outro nome, ok? Só não vale deixar de fazer porque ó… é delícia, é fácil, é prático e pode virar acompanhamento, petisco, entrada… versátil que só!

Receita, receita messsmo, não tem (já ouço as vaias! rs), mas o jeito que eu preparo é bem simples – só cortar abobrinha, berinjela, cebola, pimentão e tomate e ir dispondo todas as fatias alternadamente em uma refratária. Feito isso, você coloca ervas de sua preferência – eu usei orégano, louro e manjericão – tempera com sal e pimenta (usei a calabresa), rega com azeite e leva ao forno quente, preaquecido até que os vegetais estejam macios.

Mais simples impossível, né? E isso pra comer com torradinha ou para acompanhar um grelhado! Perdição, gente! Perdição :)

acompanhamentos Receitas vegetarianos

Vegetais assados

Pare de refogar! Comece a assar!

Taí o lema. Eu gosto muito mais dos vegetais assim, assados, do que cozidos de outra forma. E mais prático não tem – vai tudo para a assadeira, regado com azeite e temperado a seu gosto: eu usei ervas de provence, sal defumado e pimenta calabresa. Alguns minutinhos de forno e … voilà! Legumes macios, ligeiramente caramelizados e perfeitos para acompanhar diversos pratos. Esses eu usei em um prato bem delícia, nutritivo e leve, que eu posto logo mais. Tinha cebola, alho, pimentão vermelho, abobrinha e cenoura. Coisa linda de viver :)

Então gente, vamos usar esse forno pra outras coisas além de assar bolo? ;)

acompanhamentos dieta dunkan peixes e frutos do mar principais Receitas

Falsa moqueca funcional

Ainda naquela toada de alimentação mais saudável, reeducação e tudo mais, olha que preciosidade a colaboração da minha amiga Amanda Wanderley, nutricionista fofééééérrima e garota-carioca-suingue-sangue-bom, que mandou essa receita loosho (com tabela nutricional e tudo!) para os leitores do Pimenta. Dá um look que receita delícia – e muito leve e funcional! Diz, Amanda…

A preparação tem por objetivo oferecer alimentos com vários benefícios que, além do valor nutritivo inerente à sua composição química, podem desempenhar um papel potencialmente favorável no controle e redução do risco de doenças cardiovasculares por apresentarem propriedades relacionadas à atividade antiinflamatória, anticoagulante, vasodilatadora e antiagregante e atuarem na redução da concentração do colesterol sanguíneo e de triglicerídeos.
Além disso, possui nutrientes que atuam como antioxidantes, combatendo o envelhecimento das células e os radicais livres, e apresenta alto teor de fibra alimentar, que tem sido relacionada a efeitos benéficos, como modulação da microflora intestinal, redução do risco de câncer de cólon, prevenção à obesidade e ao Diabetes Mellitus tipo II e alívio à constipação.

A Amanda chamou a receita de Falsa Moqueca Funcional – porque não tem dendê, leite de coco, camarão e nem pirão pra acompanhar e, além disso, não foi feita na panela de barro!

Daí você já torce o narizinho achando que “nhé! então não deve ser gostoso”. Bobagem! A moqueca falsa da Amanda leva truta, purê de batata baroa e biomassa de banana verde, farofa de clorofila e aspargos grelhados. Fala, tem alguma chance de não ser delicioso? Então, vem comigo e veja passo-a-passo como preparar esse prato escândalo.

PREPARAÇÃO: Falsa Moqueca Funcional
Número de porções: 02

1. Dispor o molho de moqueca no prato;
2. Acrescentar os 2 rolos de filé de truta em cima do molho;
3. Adiconar o purê de batata e biomassa no lado oposto do prato;
4. Colocar os aspargos grelhados no centro;
5. Finalizar com a farofa de clorofila e o óleo de coco por cima da truta.
6. Decorar com 2 fatias de limão.

Papilotte de Truta


1. Dividir o filé de peixe em 2;
2. Temperar os filés com pimenta do reino, sal, tomilho e azeite;
3. Enrolar os filé de peixe;
4. Dispor os rolos de peixe em uma folha de papel aluminío e fechar bem;
5. Assar em forno pré aquecido por 15 min a 250°C.

Purê de Batata Baroa e Biomassa de banana verde

1. Cozinha a banana verde com casca na panela de pressão por 15 minutos;
2. Cozinhar a batata baroa no vapor;
3. Processar a banana verde e a batata baroa até obter uma massa homogênea;
4. Adicionar sal caso necessário.

Molho da moqueca

1. Refogar a cebola no óleo de coco;
2. Acrescentar o tomate, a pimenta dedo de moça cortados em brunoise e a folha de louro;
3. Adicionar o leite e a maisena;
4. Acrescentar o sal e açafrão.

 

Farofa de clorofila

1. Refogar o alho no azeite;
2. Adicionar a farinha de mandioca e a linhaça triturada;
3. Deixar dourar;
4. Triturar o coentro e a farinha.

 

Aspargos grelhados

1. Refogar os aspargos no azeite;
2. Acrescentar gotas de limão ao final.

***

Já pro fogão, comadre! :)

Amanda, muito obrigada por essa participação linda por aqui, viu? pode mandar quantas receitinhas quiser que eu vou a.d.o.r.a.r!
Beijo!

***

Crédito receita e imagens: Amanda Wanderley

acompanhamentos aves cozinha rápida molhos Receitas saladas vegetarianos

Tomate recheado com quinoa

Tempos sinistros, minha gente! Trabalho insano, dieta mode on, falta de ânimo e muito cansaço. O resultado é que minha cozinha anda tristonha e solitária e eu, cada dia mais saudosa dela e daqui :(

Mas, como eu ainda preciso me alimentar e tenho tentando não ceder completamente às tentações do delivery, dia desses saiu esse tomate recheado com quinoa que ficou sensacional e é uma ótima pedida para refeições ligeiras, saudáveis e com um tico de glamour, porque né… se me acabar o glamour, danou-se de vez! Rá!

Não tem segredo… primeiro a gente cozinha a quinoa em água temperadinha com o que você quiser – eu gosto de colocar uma folha de louro, uns dois cravinhos e um dente de alho esmagado, só pra adicionar um sabor mesmo.

Depois de cozida e escorrida, basta temperar a quinoa a seu gosto – eu usei pimentão verde beeeeem picadinho, damasco picado, pimenta dedo de moça (sem semente) também picadinha e cheiro verde. O resto é sal e azeite honesto.

Peguei dois tomates, retirei uma tampinha e as sementes. Botei numa assadeira, coloquei um pouco de azeite, temperei com sal moído com blend de pimenta e levei ao forno só para dar uma ligeira (bem ligeira mesmo) amolecida no tomate. Recheei com a quinoa e servi com salada de rúcula e filé de frango ao molho de iogurte e manjericão (manjericão pilado, sal, pimenta, azeite e iogurte natural, simples assim).

Coisinha ligeira e saborosa para uma criatura que só faz trabalhar, trabalhar e trabalhar. Alguém me salva desse mundo capitalista? ;)

Eu volto! Juro :)


(a quinoa, temperadinha assim, pode ser servida sozinha ou como acompanhamento de carnes, peixes…)


(dentro do tomate pode ir o que tua imaginação mandar, e o que couber lá dentro, claro…dã)

acompanhamentos entradas e petiscos Receitas vegetarianos

Berinjela na churrasqueira

Churrasco não precisa ser só de carne, sabia?

( *pausa para o momento em que todos os carnívoros fazem cara de “oi?”)

Tá, talvez você tenha feito cara de desdém e imaginado por que diabos alguém faria berinjela em dia de churrasco. Simples! Porque eu simplesmente adoooro acompanhamentos para churrasco e, não raro, como muito mais deles do que da própria carne. Entendeu agora?

Mas, vá lá… carnívoros, acalmem-se! Ninguém quer tirar a carne do seu churrasco, fiquem tranquilos (bom, talvez os vegetarianos queiram sim…rs). Mas ó, se você curte berinjela (eu gostava mais de escrever com G, juro), experimente essa no próximo churrasco na sua casa. Aposto que você vai curtir.

Preparo vapt-vupt…

Corte as berinjelas ao meio e faça uma espécie de “quadriculado” na polpa (foto1), cuidando de não chegar com a faca até a casca. Depois, com a ajuda de uma colher, raspe essa polpa e coloque um em travessa. Junte tomate e cebola em cubos e tempere tudo com sal, pimenta calabresa, orégano, manjericão (ou as ervas que preferir), coloque azeite do bom e coloque essa mistura lá na casca da berinjela, no lugar da polpa que você retirou.

Depois, é só levar as bichinhas para a churrasqueira, na parte de cima, pra assarem devagar. Está pronto quando a casca da berinjela estiver macia.

Fácil né?

acompanhamentos ideias, dicas e truques Receitas vegetarianos

#dica – batatas crocantes e saborosas

1. Cozinhe batatas bolinha lavadas e com casca até que fiquem macias (sem desmanchar!);

2. Disponha as batatas em uma assadeira e, com as costas de uma colher, amasse cada uma delas ligeiramente (não é pra fazer purê!);

3. Tempere as batatas com azeite, sal (ou flor de sal), pimenta moída na hora e ervas secas (se preferir, use um pesto pronto – também pode-se finalizar com queijo ralado);

4. Leve-as ao forno pré-aquecido e asse até dourar.

Sirva com uma carne grelhada e seja feliz :)

Foto: The Pioneer Woman

acompanhamentos antepastos e conservas ideias, dicas e truques Receitas vegetarianos

Refogar ou Assar?

Nessa questão aí eu já escolhi meu lado, viu? Lá em casa, se tem uma coisa que trabalha (e muito!), é o forno.

O engraçado é que houve um tempo em que eu achava que fazer as coisas no forno era sempre mais demorado. Bem, eu não poderia estar mais enganada.

Aqui por exemplo, meu único trabalho foi picar a berinjela, os pimentões, tomate, cebola, o alho (só descascar e esmagar levemente), temperar com sal, pimenta calabresa, colocar folhas de louro, manjericão e orégano, regar com azeite e levar ao forno, incialmente coberto com papel alumínio e depois sem. O tempo de forno varia, mas no meu foi coisa de 20 minutos.

O bom do forno é que ele te libera pra fazer outras coisas e não te obriga necessariamente a ficar plantada na beira do fogão. Você bota o trem lá* e vai cuidar da vida. Adoro.

Ah! E essa berinjela fica deliciosa para acompanhar a salada, a massa ou virar antepasto e ser servido com pão ou torradinhas.

***

* continuo possuída por um espírito mineiro.

acompanhamentos Receitas

Farofa de alho poró e castanha portuguesa

Tem acompanhamento mais batuta para assados do que a boa e velha farofa? E Natal sem farofa, eCziste??? ;)

Esse ano eu me joguei em uma receita diferente, mas muito simples e fácil de fazer, dá uma olhada…

Corte 300gr de bacon em cubos (eu gosto grandes, mas pode cortar miudinho se preferir) e leve para a panela para derreter a gordura (que você pode ou não descartar) e dourar levemente. Acrescente  150gr de manteiga e quando ela estiver derretida junte uns 6 dentes de alho picadinho e uma cebola grande picada. Espere a cebola murchar e junte 1 alho poró cortado em rodelas não muito finas. Deixe o alho poró cozinhar um pouco – um pouco! é legal mantê-lo um pouco crocante.
Quando o alho poró estiver macio,  junte 1 pacote de farinha de mandioca torrada, misturando bem. Agora é só juntar uns 200gr de castanha portuguesa cozida e picada (nem preciso avisar que tem que descascar a castanha, néam? dã!). Tempere com sal e pimenta calabresa a gosto e finalize com cheiro verde picadinho.

Pronto! Taí uma variação bacana para a farofinha das Festas desse ano :)

Como fazer Tomate Confit