Publieditorial

Uma pernambucana porreta e um desafio surpreendente

Vocês lembram que falei aqui sobre o Desafio do Preço Baixo do Walmart, certo? Pois então, a novidade é que o Walmart me convidou para conversar com uma consumidora que fez esse Desafio, para que ela me contasse um pouco como foi essa experiência e para que eu pudesse dividir com vocês essa nossa conversa. Quem conversou comigo foi a Ana Paula, lá de Recife, que fez o Desafio na rede Hiper Bompreço.

A simpática Ana Paula tem 41 anos e é administradora de condomínio. No momento ela deixou um pouco a profissão e se dedica apenas à casa, ao marido e aos filhos –  um de 10 e outro de 14 anos – que tem exigido bastante tempo dela. Ela me contou que quando foi convidada para fazer o desafio, achou que seria uma dessas pesquisas de consumo e pensou até que se tratava de um estudo para implantação de algum estabelecimento novo em sua cidade. Mas, que nada! A própria Ana Paula me disse que ficou muito surpresa e impressionada com o que viu.

Enquanto estava fazendo as compras, ela chegou a imaginar que o Desafio não ia dar certo não. Sabe por que? Ela me explicou que tinha uma ideia bastante diferente do Hiper Bompreço, e achava-o até um supermercado muito caro, daí a desconfiança de que o teste ia “melar”.

Para fazer o Desafio, a Ana Paula comprou no Hiper Bompreço exatamente os mesmos itens que tinha comprado em outro supermercado. Para ter certeza de que o teste foi feito com toda a seriedade, ela me disse que foram comprados itens idênticos – peso, marca, tudo igualzinho à nota fiscal da outra compra que ela tinha em mãos.

Na hora do caixa… aí sim foi que a Ana Paula tomou um susto! Ao todo a economia foi de cerca de R$ 17,00 e ao me contar isso ela riu e disse que ficou foi muito arrependida de ter feito compras em outro lugar. Ao comprovar a economia, ela ficou animada com a possibilidade de utilizar esse dinheirinho na feira do mês – e olha que dá uma boa feira, não é não?

Quando a questionei sobre sua opinião sobre o Hiper Bompreço depois do Desafio, ela me contou que sua ideia a respeito dele havia mudado muito, não só pela comprovação de que lá os preços realmente estavam mais em conta, mas por constatar que o Hiper Bompreço havia mudado muito – inclusive no atendimento e no congestionamento nas filas dos caixas, coisa que, segundo ela, melhorou demais. Com tudo isso, ela disse que, se pudesse, diria para as pessoas darem uma nova oportunidade ao Hiper Bompreço e que torcia para que todas se surpreendessem tanto quanto ela, que agora tem feito todas suas compras lá.

Para finalizar nosso papo gostoso, convidei a Ana Paula a deixar uma dica ou uma receitinha bacana pra gente e ela me contou que adora preparar uma deliciosa farofinha de cuscuz para o almoço de sua família – disse que eles adoram! Como ela faz? Conta pra gente, Ana…

eu preparo o cuscuz normalmente e à parte refogo tomate, cebola e coentro picadinhos em 1 colher de margarina…. quando sobe aquele cheirinho gostoso de refogado, quebro ali 2 ovos e mexo… quando o ovo está quase cozido, junto o cuscuz e termino de temperar… as crianças adoram essa farofinha com feijão

Hmmm… e não é que deu água na boca essa farofinha?

Adorei conhecer a Ana Paula e acho até que ganhei uma nova leitora, né Ana? ;)

E se você também quer fazer o Desafio Preço Baixo, basta repetir a compra feita em outro supermercado em qualquer loja do Walmart, Big ou Bompreço e comparar. Quem sabe você não se surpreende como a Ana Paula?

Foto: Divulgação

 

Você Pode Gostar Também

3 Comentários

  • Reply
    Cris_Natal
    11 de julho de 2011 at 10:45

    Eu bem queria ter paciência pra dar mais uma chance ao Hiper Bompreço da minha cidade. Mas cansei…Cansei da sugeira das embalagens dos produtos, da pouca quantidade de marcas de determinados produtos e, principalmente, do péssimo atendimento (nuna fui premiada com um embalador, e o mau humor dos caixas então…) e das filas intermináveis. Sei que muita gente tá lá por causa do cartão e das facilidades que ele oferece, mas pra mim não dá meeeesmo. Quando eu começar a ouvir das pessoas daqui o mesmo que ouvi (li) da Ana Paula, de Recife, aí posso até começar a considerar a possibilidade de passar lá pra comprar alguma coisa (até porque, tem um perto da minha casa).

  • Reply
    Milena
    11 de julho de 2011 at 12:07

    Frequentava o walmart da minha cidade, apesar de achar o supermercado muito bom, e preços bons, confesso que tenho deixado de ir por contas das imensas filas. Passava mais tempo no caixa do que escolhendo as mercadorias.

  • Reply
    Veronique
    11 de julho de 2011 at 18:04

    Aqui em Foz do Iguaçu, tem o Big, quem faz parte da rede Walmart. Algums preços são boms. Mas o atendimento e péssimo, os preços não correspondam, tem filas. Infelizmento eu vou lá porque não tenho muito opção.

Deixe uma Resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

5 dicas para o bife perfeito Receita de Tartar de Salmão Rondelli de Abrobrinha Bife a Rolê Como fazer Baked Potato