acompanhamentos Receitas

A minha farofinha da Lena

Essa eu fiz com a farinha delícia que a Lena me deu (e que veio lá de Belém) e um fundo de uma carne de panela que eu tinha guardado. Foi só acrescentar uma pimenta dedo de moça sem semente picadinha, um pouquinho de cebolinha, acertar o sal e estava pronta uma farofa delícia, muito parecida com a que provei na casa dela (mas, admito, a dela ainda estava mais gostosa).

Aliás, comadres, essa é uma dica preciosa – reaproveitar o fundo (caldo) do cozimento de carnes, aves e peixes e usar na sua próxima farofa. Sabe aquela carne de panela bem suculenta que você fez e devorou? Então, sobrou aquele restinho do molho na panela? Pois é nesse molhinho que você coloca uma farinha da boa e faz uma bela farofa. Aquece o molho da carne (nem precisar peneirar, nem nada), junta a farinha e tempera a seu gosto, se achar necessário. É claro que também pode incrementar, mas olha só… se a base for um molhinho bem temperado, garanto que não será preciso mais n.a.d.a.

***

Lena, viciei na farinha, tá gata? Ainda bem que Belém é logo alí, néam? =)))

***

nota mental: ok, “viciei na farinha” não ficou muito bom.

* post originalmente publicado no blog Rainhas do Lar

Você Pode Gostar Também

Sem Comentários

    Deixe uma Resposta

    *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.