Trufas de tâmaras, tahine e cardamomo

Antes de começar preciso avisar que os puristas, doceiros e aqueles que acreditam no poder salvador do chocolate ficarão meio de mal de mim depois dessa receita. Também sei que vai parecer coisa da filha do Gil, mas… me dá uma chance? ;)

Essa receita foi inspirada em um post no Instagram da Nadia, uma iraquiana que vive na Inglaterra e tem um blog escândalo de lindo. Uma trufa zero açucar que me encheu os olhos e me deixou intrigada – tahine? na trufa? A única maneira de saber se era bom era testando, e foi isso que fiz. Desde então, acabei alterando um pouco a receita e hoje trago a versão final, uma opção bem gostosinha para quem reduziu ou cortou açucar ou apenas para quem não quer jacar loucamente durante a semana. Eu, avessa a doces e não tão fã de chocolate, curti. Abra sua mente e vem comigo…

Para a base da trufa você vai levar ao processador: 200gr de grão de bico cozido e escorrido (usei o de caixinha), 1 xícara de tâmaras sem caroço (se ela estiver durinha, deixe de molho em água fervente por 15 minutos antes) e 4 colheres (sopa) de tahine (pasta de gergelim). Basta processar até obter uma massa homogênea.
Coloque a massa obtida em uma tigela e junte 2/4 xícara de farinha de aveia, 4 colheres (sopa) de cacau em pó e 1/2 colher (chá) de cardamomo em pó e misture bem. Usei um tico de nibs de cacau, mas é opcional e só para quem curte um amarguinho (eu!).

***
um alerta amigão:
Como você notou, essa trufa não tem açucar e, portanto, não é doce. O doce dela vem da tâmara e só. Então, se você espera aquela doçura de uma trufa, talvez essa receita não seja pra você. Porém, se quiser dar uma chance mas preferir algo um pouco mais doce, acrescente um bocadinho de açucar de coco ou use um chocolate em pó meio amargo ou normal. Aqui usei cacau, que também é zero açucar.
Depois não diga que não avisei, ok? ;)

***

Voltando à trufa. Com a massa bem homogênea modele as bolinhas e finalize passando pelo cacau em pó (ou chocolate em pó, se estiver usando).
A finalização também rola com castanha triturada (na da foto usei amêndoa mas pode ser nozes, pistache, avelã), coco ralado, nibs de cacau triturado (para os ousados) e até mesmo gergelim, como na receita original da Nadia.

Fácil, não é? Gosto dela geladinha mas vai bem em temperatura ambiente, acompanhando o cafezinho ou até numa sobremesa para o pessoal mais fitness (que não é o meu caso, cof, cof, cof).

Quem fizer volta aqui pra me contar o que achou?
#trufa #zeroaçucar #chocolatefitness 

1 Comment
  • Cândida
    setembro 27, 2017

    Independente do sabor eu amo trufas Faby, adorei seu artigo.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*