Pera ao Vinho

Sobremesas não são o meu forte. Dito isto, preciso confessar que frutas sempre salvam a minha pele quando preciso de uma sobremesa em um dia de pouca inspiração, e neste quesito ninguém cumpre melhor a tarefa do que a pera.

Pera é aquele tipo de fruta meio renegada, né? Não é popular como a maçã ou a banana e nem tão hype quanto o abacate, o figo… daí ela fica lá, meio esquecida. Não aqui em casa!

Esta receita de Pera ao Vinho é minha sobremesa coringa porque é fácil de fazer (muito fácil aliás), relativamente rápida e leva poucos ingredientes, quase sempre o que a gente tem na despensa. Na hora de servir ela também leva vantagem – vai com sorvete, com chantilly, com creme de confeiteiro… ô bichinha versátil!

Atenção para a lista de ingredientes: pera (pode ser a mais durinha, a Willians, e eu uso sempre a mini, por frescura mesmo, rs), vinho tinto, açucar, canela em pau, cravo e água. Viu? Não disse que era pá-pum? ;)

A primeira coisa a fazer é usar um descascador de legumes para descascar as peras, mantendo o cabinho. Na falta do descascador a faca dá conta, claro, mas tem que ter aquele jeitinho delicado, pra tirar a casca fininha, ok?

Em uma panela coloque o açucar (umas 3 colheres de sopa são suficientes), o vinho e a água – a proporção aqui é de 2/1, ou seja, 2 xícaras de vinho tinto para 1 xícara de água. Essa quantidade aumenta se você estiver preparando muita pera – aqui usei essa proporção para cozinhar 8 mini peras. A ideia é que elas cozinhem mergulhadas nesta mistura. Ah sim! Junte a canela em pau e uns cravinhos (usei uns 6 pq gosto deles, mas vai de acordo com teu gosto).

pera_vinho

Pronto! Agora é só ligar o fogo, misturar, esperar o açucar se dissolver, juntar as peras e deixar que elas cozinhem lentamente (nada de fogo altíssimo!). Vez ou outra você checa com um palitinho para saber se estão cozidas, mas leva cerca de 30 minutos. Quando elas estiverem cozidas, a calda de vinho também deve ter reduzido bastante e engrossado. Se isso não aconteceu, retire as peras já cozidas da panela e deixe a calda de vinho engrossar mais um pouco.

Dá para servir geladinha ou morna – não disse que essa receita é coringona? ;)

Na foto tem sorvete de creme, amêndoas laminadas torradas e uma folhinha de hortelã para decorar.

No Comments Yet.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*