Jantando nas alturas

(a plataforma ainda no lounge | subindo! | vista de baixo | já no alto | o chef em ação | eu, toda trabalhada no blondie e na espumante | a entrada fria | a entrada quente | pantufa sob a Marginal Pinheiros | prato principal | espumante, espumante, espumante forever! | a cidade que eu amo tanto, vista lá de cima | a sobremesa)

A convite da Brastemp e da agência LiveAd, ontem fui viver a experiência do Dinner in the Sky. A ideia toda nasceu na Bélgica (esse belgas são bem loucos, hein?) e trata-se de um jantar no céu realizado em uma plataforma suspensa por um guindaste a 50 metros de altura com capacidade para 22 pessoas. A doideira já foi realizada em mais de 30 países e cidades como Paris, Dubai, Londres e Las Vegas e agora chegou a São Paulo, instalada num container-lounge no Jockey Club.

A parada toda apesar de soar estranha (oi? comer penduradinha?) é super segura e, sério mesmo, é uma coisa d.e.l.i.c.i.o.s.a, uma sensação muito, muito boa. A noite por aqui também ajudou … lua leenda, enorrme, noite fresca e uma visão de São Paulo que é bastante diferente de, sei lá, subir no terraço de um edifício por exemplo. No Dinner in the Sky, você vai sentadinho, mas os pés vão livres, leves e soltos e, no meu caso, mais soltos ainda, já que eu pedi e o organizadores logo me arranjaram uma confortável pantufa, pra eu não ter que subir de salto e talecousa (vai, pode dar na minha cara que eu sou mesmo insuportáááável….hohoho).

No comando do jantar estava o chef Fred Frank que, como se já não bastasse mandar super bem no cardápio, ainda foi uma simpatia e deixou nosso jantar ainda mais inesquecível. Da cozinha suspensa do chef saíram … bouquet de salmão defumado com folhas verdes, creme azedo com dill, ovas e vinagrete de balsâmico e grissini folhado; purê de couve-flor com maçã verde e camarão regado com azeite de presunto cru; jus de vitela (que eu não como, mas que disseram que estava fantástico) com mil folhas de mandioquinha (delicioso) e perfume de trufas e, para fechar tudo com chave de ouro, o melhor prato da noite, na minha modesta opinião: brownie com calda de frutas vermelhas, creme batido e violeta. E tudo regado a espumante (Chandon) geladíssimo, sonzinho lounge (que o DJ também mandou muuuito bem) e as companhias mais bacanas para viver um momento desses… Fala, é ou não é loosho? ;)

O evento fica por aqui até 30 de abril e você de Sampa que ficou afins também pode se jogar na aventura (bem, se jogar a 50 metros de altura… é melhor não né?). Visite o site para saber detalhes.

***

Ah! E, a pedido da Brastemp, os participantes ainda foram convidados a criar também o seu jantar (com uma entrada, um prato principal e uma sobremesa), que pode ser escolhido pelos chefs e virar cardápio do evento por alguns dias. Wow!!!! Eu já estou botando meus miolinhos pra trabalhar e logo posto aqui as minhas criações.

***

Samir, obrigada pelo convite e pela noite linda e inesquecível que você me proporciou. Arrasou! :)

Cobra, gracias pela memória na descrição dos pratos =)

*post originalmente publicado no blog Rainhas do Lar

No Comments Yet.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*