delírios e outros bichos vai rolar a festa

Cozinhar e blogar, é só começar!

Foi com esse lema que abrimos, às 9 da manhã, a primeira e linda edição do RangoCamp em São Paulo, no último domingo (27/06) na Cozinha da Matilde.

O evento, organizado por mim e mais quatro blogueiros malucos e mega dispostos (Leandro e Débora do Cozinha Pequena, Júlia do Boa de Garfo e Letícia do Cozinha da Matilde), tinha uma intenção: reunir em um só lugar blogueiros de comida para trocar informações e experiências sobre técnicas, ingredientes, utensílios; para passar o dia falando sobre nossa paixão em comum: a cozinha e, mais do que tudo, para cozinharmos juntos!

Para que isso acontecesse, disponibilizamos aos participantes dois fogões industriais, uma churrasqueira e um forno a lenha; todo tipo de utensílios e louças de serviço; um espaço lindo com o jardim mais acolhedor do mundo e a equipe mais comprometida e atenciosa que um evento dessa proporção poderia ter (Zena, Paloma, Paulinho, vocês foram perfeitos!). São Pedro colaborou deveras mandando para nós um domingo radiante e ensolarado no inverno da Paulicéia, e assim aconteceu o (modéstia às favas) melhor evento que já organizei – eu diria perfeito, mas talvez isso soasse pretensioso (rá!). Cada participante reservou com antecedência um horário em um dos ambientes disponíveis para cozinhar e, por mais incrível que pareça, conseguimos seguir o cronograma direitinho e todos os pratos saíram nos horários previstos (eu não disse que tinha ficado perfeito?).

Foram 10 horas de evento, mais de 40 pratos preparados ao longo do dia pelos mais de 30 blogueiros participantes. Da churrasqueira, do forno a lenha e dos fogões saíram delícias como Risoto de funcho, camarão e alho negro; Polenta grelhada com escabeche de sardinha; Bruschettas de cogumelos paris; Almôndegas de frango caipira; Pães na panela de barro; Petit gateau de pequi; Pamonha cremosa com salsa de coentro, tomatinhos e cebola roxa; Farofa de pinhão; Caldinho de xuxu com camarão; Chips de cabochan, jiló e abobrinha; Carpaccio de carne de sol; Quiches; Pernil com tomates assados; Almôndegas de beringela e gergelim; Brigadeiros de colher; Patê de shimeji; Fricazza; Cupcakes; Biscoito de polvilho (feito na hora) com geleia de gengibre e molho de queijo; Yakiniku e Gohan; Salada de bifum; Guacamole; Brownie de chocolate branco e avelãs; Pataniscas de bacalhau e tantas outras delícias que minha péssima memória não vai permitir que eu lembre de todas agora.

Tivemos degustação de cachaças Fulô, uma aula de harmonização e degustação de cervejas (Colorado e Bamberg) com o mestre Edu Passarelli e uma incrível degustação às cegas, comandada pelo Ateliê no Escuro. Espumantes, cervejas, água aromatizada e drinks de frutas estiveram disponíveis ao longo de todo o dia e, como a Cozinha é WiFi, os blogueiros estenderam o evento para a net e os muitos e muitos notebooks dividiram espaço na mesa com os diversos pratos a serem degustados.

Cara, eu poderia me estender hoooras nesse post e ainda assim não sei se diria com exatidão o quão lindo foi participar dessa experiência, encontrar todas essas pessoas, experimentar ingredientes que eu nunca havia provado (o que é aquele alho negro, pelamor?!), descobrir técnicas que eu não conhecia (como a de curar a carne por exemplo, que já virou minha nova empreitada) e ver ao vivo pessoas que eu já admirava virtualmente cozinhando e dividindo conosco seus segredos e manias na cozinha.

Saí do evento às oito da noite, ultra mega cansada, mas com a incrível sensação de trabalho bem feito e feliz, muito feliz, principalmente por sair de lá com muito mais conhecimento do que entrei. Foi lindo pra cacete :))))

E um negócio tão bom merece ainda muitas outras edições. Aguardem =)

(fotos: Gabi Butcher, a fotógrafa oficial do evento e a mais fofa ever!)

*post originalmente publicado no blog Rainhas do Lar

Você Pode Gostar Também

Sem Comentários

    Deixe uma Resposta

    *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.