Browsing Tag

mini-abóbora

peixes e frutos do mar Receitas

Bobó de camarão

A receita é do Claude Troisgros, dada na primeira temporada do Que Marravilha! Fiquei tão louca quando vi o programa que comprei os ingredientes no dia seguinte para preparar (sim, mais uma receita do limbo, de séculos atrás). Eu amo camarão e bobó e lembro de nem ter dormido direito naquela noite, de tão aguada que fiquei depois que o programa acabou.

Olha só, eu já comi muito bobó bom, mas devo admitir sem falsa modéstia que esse meu, em parceria com o Claude, ficou de comer rezando moooito e, de tão perfeito, serei obrigada a colocá-lo entre os melhores que já provei, desculpa :)

Segui a receita à risca (ó que obediência? só o Claude consegue isso de mim… só fiquei devendo a panela de barro, porque a minha é pequena e esse bobó aí foi pra um bocado de gente) mas nem fotografei o passo-a-passo porque no site do programa você pode pegar a receita (que reproduzo abaixo na íntegra) e também assistir o vídeo da preparação. Ou seja, vai beber direto da fonte… ó que marravilha?! ;)

Se você curte bobó, corre agoooura para o supermercado e aproveita o fim de semana para se jogar nessa receita. Garanto que não te arrependerás! =)

Serve 4 pessoas

CALDO

1,5kg camarões médios com cabeça
1 colher de sopa de azeita extravirgem
1 cebola
1 cenoura pequena
1 talo de aipo
100ml vinho branco seco

Descasque os camarões e reserve. Em uma panela, refogue no azeite os legumes corta dos em cubos grandes. Junte as carcaças dos camarões e refogue durante dez minutos em fogo alto. Acrescente o vinho branco e deixe ferver por mais cinco minutos. Cubra o resto da panela com água e deixe ferver em fogo baixo por trinta minutos. Coe o caldo e reserve.

AIPIM

700g aipim
sal

Descasque o aipim e lave. Cozinhe na água com sal até que fique macio. Assim que estiver pronto, jogue um copo de água gelada na panela. Isso fará com que o aipim fique ainda mais macio. Retire da água e, com a ajuda de um espremedor, faça um purê.

BOBÓ

750g camarões médios descascados e cortados em pedaços
2 colheres de sopa de azeite extravirgem
1 cebola picada
1 pimentão verde cortado em cubos
½ maço de coentro picado
3 tomates sem sementes cortados em cubos
1 colher de sopa de gengibre picado
1 colher de sopa de nirá picado
½ pimenta dedo de moça picada
300ml caldo de camarão
450ml leite de coco
400g purê de aipim
70g de castanha de caju moída
açúcar e sal a gosto
1 colher de sopa de azeite de dendê

Pegue os camarões que foram descascados e tempere com sal e pimenta, deixando para temperar apenas na hora de refogá-los. Aqueça uma panela de barro, coloque 2 colheres de sopa de azeite e refogue os camarões. Retire-os, mantendo na panela o caldo e o azeite.
Na mesma panela de barro, refogue as cebolas, o pimentão e a pimenta dedo de moça por aproximadamente três minutos. Acrescente tomate, gengibre, coentro e nirá, refogando por mais três minutos. Junte o caldo de camarão coado e deixe ferver até que reduza à metade.
Coloque 250ml de leite de coco e ferva por mais três minutos. Junte aos poucos o purê de aipim e cozinhe por cinco minutos, mexendo sem parar. Misture, então, o restante do leite de coco e a castanha de caju moída, cozinhando por mais cinco minutos. Tempere com sal a gosto e uma pitada de açúcar, para acentuar o sabor.
Junte os camarões, deixe ferver e desligue o fogo. Finalize misturando o azeite de dendê.
Sirva com arroz branco.

SUGESTÃO DE VINHO

Gewürztraminer Reserve 2006
Uva: Gewürztraminer
Safra: 2006
Produtor: Doff au Moulin
Região: Alsácia
País: França

* post orginalmente publicado no Rainhas do Lar

pratos únicos Receitas

Mini-abóbora recheada

Daí que eu tinha essa mini-abóbora Kabotiá fofucha e um restinho da carne do strogonoff que eu reservei depois de fritá-la, antes de colocar os temperos. Daí eu juntei os dois, porque eu estou adorando essa coisa de rechear tudo.
Depois de retirar as sementes da abóbora, peguei um pouco da polpa e levei para a panela junto com a carne e cebola picada. Cozinhei até a abóbora virar um creme e a carne, que já estava super cozida, ficar tão molinha que estava praticamente derretendo. Botei um pouco de ervilha fresca, uma colherzinha de cream cheese, deixei reduzir bem e boa! O recheio estava pronto.

Peguei as abóboras fofuchas e coloquei numa panela com água, com as bichinhas viradas para baixo e um prato por cima pra fazer peso e deixei que elas cozinhassem um pouco (sem derreter). Então tirei do fogo, salpiquei sal, um pouco de azeite, uma colherzinha de cream cheese (só pra dar aquela surpresinha no final), botei o recheio, salpiquei queijo ralado de saquinho (que todo mundo já sabe que eu não gosto nada mas, admito, quebra um galho às vezes) e era pra colocar só um pouquinho no forno – o tempo de dar uma douradinha no queijo e uma brilhadinha na abóbora (com o velho truque do óleo/azeite), mas… a fm era grande e decidiu comer assim mesmo, sem forno, sem nada. (fm=fome maridal). Cruzes! O que é um marido faminto né não minha gente? ;)

Para acompanhar eu fiz uma saladinha de almeirão com azeitonas pretas e tomate, que temperei com azeite, limão, sal, pimenta e joguei semente de papoula por cima só para dar um visú (kakaka, péssimo isso de “dar visú” né?).

E assim terminou a primeira parte da saga das abóboras aqui em casa.
Hoje tem mais :) Oba.

***

Desse mesmo jeito você pode variar o recheio usando carne seca desfiada com catupiry, camarão, carne moída, calabresa moída, ricota temperada e frango desfiado e gratinado, que era ontem minha idéia inicial – depois acabei optando por aproveitar as sobras do filet mignon.

* post originalmente publicado no blog Rainhas do Lar

5 dicas para o bife perfeito Receita de Tartar de Salmão Rondelli de Abrobrinha Bife a Rolê Como fazer Baked Potato