Queijo & Vinho

Nada como ter um contato direto com o produtor de vinhos (né Clau?) e acesso ao Mercado Municipal de São Paulo, o lugar mágico onde brotam queijos de todas as espécies com precinhos muito camaradas. E já que temos tudo isso, que tal um queijo e vinho com os amigos para comemorar o aniversário da sogra?

Tudo que você precisa saber sobre uma noite de queijo e vinho…

. Calcular a quantidade
Teoricamente o cálculo para receber com uma noite dessas é de 150grs de queijo por convidada e 180/200grs por convidado, isso se você vai servir mais coisas além de queijos (pães, pastas, patês. Já o cálculo da bebida é mais complexo, principalmente se você tiver uma turma como a minha :-) O melhor é fazer amizade com alguém de Bento Gonçalves (né Clau?)…hohoho, assim você garante que estará sempre muito bem abastecido…hohoho
Sempre vale lembrar povo que os vinhos nacionais estão cada dia melhores e os preços são bem convidativos, então não se descabele porque dá pra gastar um valor “humano”. Pesquisar os preços dos vinhos em distribuidoras é sempre uma boa pedida – se consegue bons preços em caixas fechadas.

. Acompanhamentos
Não é porque é queijo e vinho que tem que ter SÓ queijo e vinho (embora também possa). Eu gosto de uma bela cesta de pães e algumas pastas para acompanhar, além de frutas (não cítricas).

Pães: italianos, ciabattas, baguetes, integrais e até o bom e velho pão francês (eu compro um mais compridinho que chamamos de caseirinho). Deixe os pães inteiros e providencie uma tábua e uma faca de pão para que os convidados mesmo cortem.

Frutas: Uva e queijo é uma combinação batuta. Morangos também ajudam a compor uma mesa bonitona.

Patês/Pastas: Não faça nada de sabor muuuito acentuado e dê preferência para bases de queijos cremosos, como o requeijão por exemplo.

Bebidas: Quem bebe vinho tem que beber também água. Providencie uma jarra com água fresca (não gelada). Vai por mim, para equilibrar a sua conta de vinhos, providencie uma bela sangria. Faz muuuito sucesso!

. Tipos de queijos
Depende do número de convidados. Quanto mais convidados, maior a variedade de queijos oferecida, levando em conta o seguinte cálculo:

25% de queijos de mofo branco e azul (Camembert, Brie, Gorgonzola, Roquefort).
50% de queijos tipo suíços e suaves (Gruyère, Gouda, Itálico, Emmenthal, Estepe).
25% de queijos de sabor forte (Parmesão, Provolone, Reino)

. Tipos de vinho
Vinhos diferentes combinam com queijos diferentes. A regra aqui é bem complexa, coisa de entendidos e sommeliers, coisa que a gente não é…hohoho. E que fique claro que eu não manjo nada mesmo de vinho, a não ser de bebê-los em quantidades exageradas e não recomendadas pelo Ministério da Saúde… Mas, a literatura sobre o assunto é extensa e dá pra pesquisar bem antes de fazer as compras. Eu arrisco dizer, como leiga, que para não errar é bom ter pelo menos 3 tipos de vinho, indo do mais suave ao mais encorpado. Espumantes também rolam e acompanham bem os queijos fortes.

. A mesa
Os queijos vão em pedaços inteiros, de preferência dispostos de acordo com sua categoria (suaves, fortes…) – tem que ter faquinhas separadas. Eu adoro frufru por isso providenciei plaquinhas luxo com os nomes do queijo para identificá-los. Sim, porque eu sou muuuuito metida messss.

Eu fiz no computador e imprimi em papel cartão brilhante, cortei, dobrei e voilá!

Se você quiser também dá pra fazer as boas e velhas bandeirinhas para espetar em cada queijo – eu prefiro as plaquinhas.
Frutas enfeitam bem as tábuas de queijos. Tábuas???

Então gata, o “correto” é servir os queijos em tábuas largas mas, veja bem, com grandes quantidades de queijo você vai precisar de muuuuuita tábua porque é preciso que haja espaço entre os queijos para cortá-los e boas tábuas de queijo custam os zóios-da-cara. Sendo assim, faça como eu – inove. Eu servi os queijos em assadeiras de pizza de vidros e um prato de microondas. Sim, sim, sim, ficou muito bonito, funcional e combinou deveras com o serviço de prata que estava acompanhando (eu já falei em luxo aqui? rs).
Então não estresse e garimpe aí no teu armário uma solução alternativa. Boas idéias nascem assim mesmo.

Se você optar por fazer a sangria, sirva-a em jarra de vidro e copos altos. Reserve colherinhas daquelas compridas (como as de sorvete) para que as pessoas que quiserem se sirvam das frutas que ficam no copo.

* post originalmente publicado no blog Rainhas do Lar

1 Comment
  • Joao Ribeiro
    fevereiro 16, 2013

    Parabens pelo site.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*