Queijo e Vinho

É oficial: o inverno está chegando (#fuén) e, com ele, aquela vontade de se jogar numa noite frenética de queijos e vinhos – quem não ama? Uma noitada regada a queijo e vinhos agrada em cheio se a ideia é um programa sem muita pressa com os amigos. Aqui em casa adoramos e por isso reuni algumas dicas valiosas para você se organizar e investir também numa noite quentinha dessas. Vem comigo…

Planejamento
Procure comprar os queijos o mais próximo possível do dia em que pretende servi-los. Prefira uma loja onde você possa degustá-los.

Criatividade
Use e abuse dela. Não existe uma regra específica, o importante é manter o padrão e seguir algumas orientações básicas.

Seleção
Varie de três a cinco tipos de queijos de famílias diferentes, com sabores e texturas distintas, dos suaves aos mais fortes. Retire os queijos da geladeira pelo menos 30 minutos antes de servir para que estejam em temperatura ambiente e, assim, recuperem sua textura e sabor.

QUEIJOS AMARELOS:
como ementhal e gruyère

QUEIJOS SEMI DUROS:
como pategras e provolone curado

QUEIJOS DUROS:
como parmesão, parmentino, reggiano, grana, sardo e reino

QUEIJOS DE MOFO BRANCO:
como brie, camembert e bleu de bresse

QUEIJOS DE MOFO AZUL:
como gorgonzola e roquefort

Quantidade
Identifique a quantidade de queijos necessários conforme o número de pessoas e ocasião:

RATO PRINCIPAL: 170g/pessoa
ENTRADA: 110g/pessoa
HAPPY HOUR: 90g/pessoa
APERITIVO: 60gr/pessoa

Cortes
Utilize uma faca para cada tipo de queijo para não misturar sabores e aromas, facilitando o serviço.
Corte previamente algumas fatias para orientar os convidados.
Evite que os queijos fiquem todos do mesmo formato, procure cortar em formatos irregulares ou distribuir em cubos, fatias, cilindros e toros.

Acompanhamentos
Não se esqueça deles! Os acompanhamentos ajudam a aguçar o paladar dos convidados e a realçar o sabor dos queijos.

Variedade de pães:
baguete, italiano, ciabatta, pão preto… para limpar o paladar entre um queijo e outro.

Frutas frescas:
uva (refresca) e maçã (para limpar o paladar na degustação), frutas vermelhas (clássica harmonização para o brie) e pera (para os azuis).

Frutos desidratados:
damascos secos, ameixas, tâmaras e passa de uva são deliciosos  vão bem com quase todos os tipos de queijos.

Nuts:
nozes, castanhas, amêndoas, avelãs – invista em um mix.

Geleia de frutas vermelhas:
para os mofo branco e mel para os azuis.

Apresentação
As tábuas de madeira, ardósia ou granito são ideias pois não influenciam no aroma ou no sabor dos queijos.Estimule seus convidados a fazer a degustação seguindo uma ordem crescente de complexidade, para isso organize os queijos dos mais suaves para os mais fortes e dos macios para os mais duros.Lembre-se que os queijos são os protagonistas da tábua, dê a eles o merecido destaque. Os acompanhamentos, como o nome sugere, funcionam como coadjuvantes.Capriche na ornamentação. Distribua galhos de ervas, frutas vermelhas e nuts para adicionar um toque de frescor à sua tábua.

Pronto! Nada complicado, certo? Aproveite as noites frias e chame os amigos e a família. Vai ser sucesso :)

*fonte: Polenghi Sélection

1 Comment
  • Giovana
    agosto 4, 2017

    Muito legal!
    Tenho a maior dúvida na hora de decidir que queijo comprar e qual vinho deve acompanhar, afff
    É sempre a mesma coisa… rss

    Esse post trouxe informações muito úteis para aplacar minha ignorância
    ;p

    Obrigada e parabéns!!

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*